sábado, 22 de março de 2008

O balcão ideal pro meu botequim

Comentário de um dos vários visitantes deste post do blog do Pé Sujo:


“caíque - 19/5/2006 - 17:23
ótimo! o coleguinha que projetou está de parabéns! só acho - na minha visão de arquiteto - que a parte que fica encostada no banco devia ser chanfrada, prá não machucar a bunda do cidadão quando ele cair prá trás. e podia ter o endereço prá alguém - se preferir, como seria o meu caso - ser levado a domicílio, por que se eu apago num bar dona christina não me deixa mais entrar em casa..."

- Fonte: Blog Pé Sujo, do Juarez Becoza, da Globo.com

3 comentários:

Adelino disse...

Norival, excelente post do Pé Sujo, e sua oportunidade de reproduzi-lo.
O Caíque tem razão. O cidadão machucaria a nádega (ou nádegas?) na hora de cair pra trás. Convenhamos, entretanto, que àquela altura ele já estaria quase anestesiado de tanta caninha...
Uma idéia ao autor do projeto: colocar quatro ou mesmo duas rodas no "aparato". Ficaria fácil para o dono do bar colocar os clientes para fora quando fosse fechar a quitanda...

Norival, falando sério agora: UMA FELIZ PÁSCOA PARA VOCÊ E FAMILIARES. E parabéns pelos seus blogs.

Norival R. Duarte disse...

Bom dia, Adelino:
Excelente sugestão, que baratearia o investimento, pois aquele pé de cadeira de barbeiro deve custar uma nota. Apenas um lembrete: não esquecer de colocar freio manual em pelo menos uma roda.
Obrigado pela visita, pelo comentário deixado aqui e pelos votos de boa Páscoa, que retribuo de todo o coração pra você e sua família também.
Um domingaço e um abração, Norival.

Adelino disse...

Norival, é verdade. Quando fiz a sugestão pensei num lugar plano, mas já imaginou, numa cidade como Ouro Preto ou BH? Não teria mais clientes para a bodega...