sábado, 30 de junho de 2012

Como se desenvolvem os políticos

Na primeira vez, já diplomados para os cargos, ainda nos primeiros dias...


Já na primeira vez como diplomados nos cargos, depois dos primeiros dias... E no resto do mandato... E por todos os outros mandatos...


- Existem exceções, lógico!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Sandubas com calorias demais

Como sempre falo em culinária neste blog, apresento hoje algumas sugestões que deixam muitos com água na boca, mas, para uma vida saudável, não são nada indicadas. 

Ciente da consciência de cada um, responsável pelo sua própria saúde e bem estar, apresento algumas imagens, como esta aqui embaixo, de um sanduiche com um pouquinho de bacon frito:


Tem este outro, embaixo, que a gente pode fazer com aquelas bengalas de pão de meio metro de comprimento, encontradas na padaria da esquina:


Sobre este último sanduba, diz-se que tem 35 tipos diferentes de carne, mas pode-se ficar contente em fazer com apenas aquelas sobras que estão encalhadas na geladeira e que já estão com o prazo de validade quase vencido.

ATENÇÃO, CRIANÇAS! NÃO COMAM ESSES SANDUICHES SEM A APROVAÇÃO DE SEUS PAIS!

- - - - - - - - - - - - - - -

- Postagem baseada neste link do Blog Oddee.com, onde existem também imagens de sobremesas carregadas de calorias.

- I bibida prus músicus!

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Batizado em Caruaru

Dona Isaura foi batizar a filhinha de um ano e Frei Alberto começou o interrogatório:

- Nome?

- Ambrosina...

- Nome da mãe?

- A Isaura que vos fala.

- Pai?

- ...

- Ou diz o nome do pai ou não batizo.

- Seu Frei, já que o senhor insiste, lá vai: Frei Cirilo.

- Ôxente, e Frei Cirilo tirou a batina?

- Não, segurou com os dentes!

- - - - - - - - - - - - - - -

- i bibida prus músicus!

terça-feira, 26 de junho de 2012

A renegociação das dívidas dos estados e municípios

Deputados estaduais de todo o país irão a Brasília em caravana no próximo dia 3 para pressionar o governo federal pela renegociação das dívidas dos estados e municípios.

No dia 4, o périplo passa pelo governo federal, Congresso Nacional e pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Na véspera, os parlamentares se reúnem no auditório do Hotel Meliá, a partir das 19 h, para uma reunião preparatória e depois haverá jantar na Churrascaria Fogo de Chão. Leia mais na iG.com.

- Podem até não conseguir grande coisa na renegociação das dívidas, mas os interesses principais deles nesse passeio até Brasília é fugir da rotina nas assembléias de seus estados e encher o bucho com o excelente churrasco dessa casa, acompanhado do seu inigualável arroz carreteiro.

Digo isso porque frequentei muito a sua filial da Av. Santo Amaro, em São Paulo.

A diferença entre eu e eles é que a minha despesa era paga pela empresa para a qual eu trabalhava e a deles terei que ajudar a pagar. Você também, meu amigo!

E agradeça por eles não levarem os prefeitos endividados também!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Filosofias favoritas da Eluiza

Minha amiga Eluiza Whately me enviou um pps com alguns pensamentos, os quais resolvi publicar aqui no meu blog. Não sei se são de própria lavra dela, mas faço de conta que são, pois não existe nenhuma outra informação sobre a autoria dos mesmos. Então, lá vai:

Um homem com um relógio sabe que horas são; um homem com dois relógios nunca tem certeza.

Não olhe onde você caiu, mas onde você escorregou.

Olhe a vida através do parabrisas e não pelo retrovisor.

As pessoas podem duvidar do quê você fala, mas acreditam no quê você faz.

Seja gentil com as pessoas enquanto estiver melhorando de vida, porque precisará delas se cair morro abaixo.

Nunca dê explicações: seus amigos não precisam delas e seus inimigos não acreditam em você.

Quando quiser se vingar, cave duas sepulturas: uma para você mesmo!

O tempo que você perdeu se divertindo, não foi perdido.

Coragem não é ausência de medo, mas a capacidade de reagir a ele.

Você crescerá, independente da altura do seu pai.

A melhor forma de predizer seu futuro é criá-lo.

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Notícias de ontem da aviação

1 - Congonhas abre para pousos após neblina: voos foram desviados; decolagens das 06:00 às 09:41 hs foram canceladas
Aglomeração de passageiros no saguão de embarque em Congonhas, em SP; uma forte neblina que baixou sobre a cidade de São Paulo atrasou todos os voos no aeroporto de Congonhas na manhã desta segunda-feira (25). Leia mais no site da Folha.com.

- Já imaginou você ter reservado vaga para o primeiro vôo e ter que ficar quase quatro horas no salão de espera do aeroporto, de pé, porque o número de assentos disponíveis la é ínfimo para essa situação; lembrando, sem parar, que aquela cervejada com caipirinha de Steinhaeger de domingo à noite com os amigos tenha virado até a madrugada na discussão filosófica sobre a derrota do seu São Paulo para a Portuguesa; que você está numa ressaca tão desgraçada que nem teve estômago para tomar café nem o seu sagrado danoninho matinal?

E mais: que o seu destino é Porto Alegre, para uma reunião de negócios que, de antemão, você sabe que não vai dar em nada, mas que o seu chefe (aquele corinthiano babaca) insistiu que fosse, talvez pra ficar livre de você nessa segunda-feira?

- - - - - - - - - - - - - - -

2 - Em crise, Gol reduz até água do banheiro

Após prejuízo de R$ 751 milhões em 2011, empresa adere à "economia da azeitona". Demissões, cortes de lanches gratuitos e eliminação de voos estão entre outras medidas para economizar. Leia mais no site da iG.com.

Significa o seguinte: se você estiver voando e precisar ir ao banheiro pra deixar o seu barrinho lá, seguramente encontrará outro - que já está em cima de outro - esperando o seu; Se a coisa não for bem administrada, o banheiro ficará mais horrível, em todos os sentidos, do que o do meu botequim. E o pior é que os odores dele se espalharão para toda a cabine de passageiros.

Aconselha-se, prudentemente, levar a tiracolo máscara com filtro contra gases.

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Fotos em destaque - 003

Brasil

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Novos visuais para a minha mesa

Dia desses, recebi um pps da minha amiga Rosani N. Gomes com 77 imagens sobre novos arranjos de pratos para serem levados à mesa, cada um mais inusitado do que o outro.

São idéias de arranjos diferentes daquilo que faço atualmente, com ingredientes usados no nosso cotidiano e que, com apenas um pouco de paciência e criatividade, podem apresentar e modificar o visual de uma salada ou um prato de refogado trivial, por exemplo.

Escolhi oito dessas fotos - que foram mais com o meu gosto - para apresentar neste blog, com algumas observações petulantes pessoais minhas, já que o pps recebido nada mais contém sobre as mesmas, tampouco nenhuma observação sobre os autores delas. Então, lá vai:

Parece pepino cru recheado com filé de atum, também cru, mais um molho branco qualquer da cozinha. Alterarei para abobrinha italiana cozida à chinesa (vou deixá-la crocante), recheada com presunto e maionese. Se a grana estiver curta, usarei mortadela, mesmo!

Será maionese ou salpicão enfeitados com pepino? Não importa! Farei um ou outro enfeitados por abobrinha italiana cozida à chinesa.

Salame recheado com maionese ou salpicão. Como o salame é umas 3-4 vezes mais caro do que o presunto e umas 5-6 vezes mais do que a mortadela, dá pra pensar em fazer um estoque de alguns quilos desta para preparar este acompanhamento.

Essa do ovo é legal, só que farei um 8 (oito), utilizando 2 pauzinhos.

Servirei o ovo dianssim!

Muito legal essa traquinagem, com pimentão recheado de salpicão ou de maioneze. Quem não quiser a pimenta, descarte-a; se não gostar do pimentão, descarte-o também. Em todo caso, servirei em separado uma tigela só com a maionese ou com o salpicão. Mas fora dessa tigela, farei com pimentões verdes, vermelhos e amarelos.

No dia em que eu estiver com preguiça de fazer a massa para uma torta, apelarei também para o repolho – ou couve, ou taioba (desta, tenho uma floresta no meu quintal!). O recheio será escolhido na hora.

Farei esse belengo como sobremesa qualquer dia desses, mas talvez não seja com kiwi: penso em rodelas de abacaxi ou de melancia...

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Batman forewer!

- Você gosta do Batman?

- E dos imitadores do Batman, você gosta também?

Então acesse este link e veja alguns clones engraçados dele, como este Batman gordinho voltando com suas compras da vendinha da esquina:


- Você também alguma vez já se vestiu como o homem morcego? Tirou uma fotografia?

- Então, mande-a para mim, que terei o máximo prazer em reproduzi-la no meu blog!

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

domingo, 24 de junho de 2012

Bicos de luz

No meus idos de jovem, “bico de luz” foi - ou ainda o é - uma expressão usada em Resende, na sua área central, hoje denominada Centro Histórico, criada precisamente no extinto Bar Atlântico para denominar alguém que teima em ficar encostado em alguém que não deseja ou gosta do encosto; ou em participar de uma roda de pessoas para a qual não foi chamado ou convidado.

Na imprensa, nomeiam-se essas pessoas, não estou me recordando direito, mas me parece ser algo como “papagaios de presépio”. São doidas para aparecer, de serem notadas, de sair junto nas fotografias, normalmente atrás de figuras mais importantes. Coisa típica de políticos.

Na foto abaixo, o bico de luz foi o Haddad. Estragou a imagem, apagando o fundo maravilhoso dos jardins da casa do Maluf, que recebia o Lula, e que, se não fosse ele (o Haddad), teríamos cem por cento de aproveitamento da fotografia, perpetuando-se o momento cruciante que simbolizou a união de dois grandes políticos brasileiros, até então considerados inimigos políticos ferrenhos.


Em todo caso, são amigos agora e passarão, seguramente, a trocar figurinhas amiúde e, quiçá, intercalar almoços um na casa do outro. O duro será um se acostumar com a comida do outro, pois na casa de Maluf, o forte é o quibe, o chucrute e a tripa recheada com arroz; na de Lula, dizem que prevalece o bucho de bode recheado com as entranhas do bicho e o sarapatel com canjiquinha.

Já nesta outra foto, de 4 de maio pp, no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, Lula recebeu o título de Doutor Honoris Causa das cinco universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro, de uma só tacada.


Na foto, a Dilma não é propriamente um bico de luz, mas não deixou de ofuscar com a sua luminescência própria o brilho do homenageado. O quê ela queria, na verdade, e agora estou fazendo uma leitura de suas feições com a minha visão castanha já com uma certa miopia, era lançar um aviso às universidades nacionais e internacionais de que ela também quererá receber esses títulos quando estiver no seu segundo mandato.

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

sábado, 23 de junho de 2012

Bicos de luz

No meus idos de jovem, “bico de luz” foi - ou ainda o é - uma expressão usada em Resende, na sua área central, hoje denominada Centro Histórico, criada precisamente no extinto Bar Atlântico para denominar alguém que teima em ficar encostado em alguém que não deseja ou gosta do encosto; ou em participar de uma roda de pessoas para a qual não foi chamado ou convidado.

Na imprensa, nomeiam-se essas pessoas, não estou me recordando direito, mas me parece ser algo como “papagaios de presépio”. São doidas para aparecer, de serem notadas, de sair junto nas fotografias, normalmente atrás de figuras mais importantes. Coisa típica de políticos.

Na foto abaixo, o bico de luz foi o Hadad. Estragou a imagem, apagando o fundo maravilhoso dos jardins da casa do Maluf, que recebia o Lula, e que, se não fosse ele (o Hadad), teríamos cem por cento de aproveitamento da fotografia, perpetuando-se o momento cruciante que simbolizou a união de dois grandes políticos brasileiros, até então considerados inimigos políticos ferrenhos.
Em todo caso, são amigos agora e passarão, seguramente, a trocar figurinhas amiudamente e quiçá, intercalarem almoços um na casa do outro. O duro será um se acostumar com a comida do outro, pois na casa de Maluf, o forte é o quibe, o chucrute e a tripa recheada com arroz; na de Lula, dizem que prevalece o bucho de bode recheado com as entranhas do bicho e o sarapatel com canjiquinha.
Já nesta outra foto, de 4 de maio pp, no Teatro João Caetano, na Praça Tiradentes, na cidade do Rio de Janeiro, Lula recebeu o título de Doutor Honoris Causa das cinco universidades públicas do Estado do Rio de Janeiro, de uma só tacada.

Na foto, a Dilma não é propriamente um bico de luz, mas não deixou de ofuscar com a sua luminescência própria o brilho do homenageado. O quê ela queria, na verdade, e agora estou fazendo uma leitura de suas feições com a minha visão castanha já com uma certa miopia, era lançar um aviso às universidades nacionais e internacionais de que ela também quererá receber esses títulos quando estiver no seu segundo mandato.

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

sexta-feira, 22 de junho de 2012

A jantinha

E pra quem não se lembra, tem essa outra resposta de outro estudante:


- Esta é uma republicação da minha postagem de 18.11.09 (link)

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

O pai ¨setentão¨

Na ocasião do casamento de um velhote com mais de 70 com uma rapariga de 20 anos, o assunto foi motivo de chacota em todas as conversas na cidade.

Um ano depois do casamento, o casal apresenta-se no hospital para o nascimento do seu primeiro filho.

A parteira sai da sala de partos para felicitar o velhote e diz-lhe:

- É espantoso! Como é que o senhor consegue na sua idade?

O velho sorri e diz:

- Tem de se manter o motor a trabalhar...

No ano seguinte, o casal aparece de novo no hospital para o nascimento do segundo filho.

A mesma enfermeira acompanha o parto e sai para felicitar o nosso velhote, dizendo-lhe:

- O senhor é incrível! Como é que consegue?

O velho sorri e diz:

- Tem de se manter o motor a trabalhar...

Mais um ano e o casal aparece no mesmo hospital, para o nascimento do terceiro filho.

A mesma enfermeira acompanha uma vez mais o parto e, após o nascimento, vai de novo ter com o velhote, sorri-lhe e diz:

- O senhor é mesmo incrível! Como é que consegue?

O velho sorri e diz:

- É como já lhe disse: tem de se manter o motor a trabalhar...

A enfermeira continua a sorrir, dá-lhe uma pancadinha nas costas, e diz-lhe:

É bom trocar o óleo... Este já saiu preto!

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Um diagnóstic​o rápido e preciso

Com dores lombares, um amigo meu foi se consultar com um ortopedista.

Após olhar a radiografia, o médido lhe receitou anti-inflamatórios e teceu considerações a respeito da coluna lombar, nervo ciático, disco inter-vertebral e etc.

Perguntou então o que ele estaria fazendo que pudesse ter originado as dores.

A resposta do médico foi lacônica:

- ANIVERSÁRIOS!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Com jeito vai – 51

India encontra maneira de melhorar o transporte de passageiros por ferrovias

Ferrovias da Índia encontram mais espaço para os passageiros de seus trens, com assentos extras, de balanço individual. Mas atenção: não se recomenda ocupar lugares onde existam correntes de vento!

Esse jeito de viajar bem que poderia ser apresentado na Rio+20, com o objetivo de aliviar o transporte de massa. Massa de macarrão, não! Eu quis dizer massa me referindo a gente!

- - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog Joe-ks.com (link)

- I bibida prus músicus!

Quá-quá-quá chinês

Milhares de patos atrapalham trânsito em estrada de província da China


iG São Paulo (link) – Foto Reuters

Produtores agrícolas controlam um bando de patos ao longo de uma estrada perto de Taizhou, Província de Zhejiang (17/06).

Motoristas na China tiveram de parar para deixar um bando de 5 mil patos passarem alegremente em uma estrada. A pataiada andava em uma jornada de um quilômetro, desde o local onde são criados até uma lago às margens de uma estrada movimentada. Seu proprietário faz regularmente a perigosa jornada e insiste que não perdeu nenhum pato nos últimos seis meses.

- Em itálico, intromissões deste blogueiro.

- - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

domingo, 17 de junho de 2012

Globalization des langues in Brasilien – 7 a 9




- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Três brindes extras apanhados no meu outro blog, o OPAQUIÓ (link) para os estudantes da língua inglesa:


 * Do not come that it does not have...
- Não vem que não tem...


* Don't fill my bag.
- Não encha meu saco.

* Do you think this is the house of mother Joanne ?
- Tá pensando que isso é a casa da mãe Joana?

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Para ver outras imagens desta série publicadas neste blog , clica aqui.

- I bibida prus músicus! 

Privadas pelo mundo - 06/10

Mictório para músicus

Mictório para Rosie O’D
(Seria para Rosie D’Donnell, a comediante americana?)

Nas privada para pessoas com problemas intestinais
(com caganeira, por exemplo!) ou de famílias numerosas.

Nas privadas de banqueiros



- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog do Millôr, que você acessa clicando aqui.

- Para ver as outras imagens desta série publicadas neste blog, clica aqui.

- Os textos em itálico são de autoria deste blogueiro.

- I bibida prus músicus!

sábado, 16 de junho de 2012

Sarampo à europeia

A impressão de que o sarampo faz parte das doenças benignas da infância é equivocada

Autor: Dr. Drauzio Varella

O sarampo se espalha pela Europa, enquanto nas Américas a transmissão foi interrompida em 2002 e o número de casos diminui na África e na Ásia.

A doença é transmitida com facilidade por meio do contato pessoal. Em abril de 2009, um operário búlgaro que trabalhava na construção civil em Hamburgo, na Alemanha, voltou para casa no distrito de Razgrad, no nordeste da Bulgária.

O vírus do sarampo que viajava com ele provocou 24 mil casos da doença e 24 mortes entre seus conterrâneos. O sequenciamento dos genes virais mostrou que, da Bulgária, o vírus retornou para a Alemanha e se disseminou por Turquia, Grécia, Macedônia e outros países do velho continente.

Esse tipo de rastreamento epidemiológico faz parte do esforço europeu para eliminar o sarampo, tarefa possível por meio da vacinação, como provaram mesmo os países mais pobres das Américas, dez anos atrás.

Para os serviços de saúde da Europa, tem sido vergonhosa a incapacidade de eliminar uma enfermidade para a qual existe vacina desde 1963. O projeto de atingir tal objetivo até 2010 foi adiado para 2015, prazo que os epidemiologistas consideram fora da realidade.

Nos últimos três anos, os europeus viram o número de doentes quadruplicar. No ano passado, foram mais de 15 mil apenas na França. Nesse período, surgiram cerca de 37 mil casos novos no continente, 30 mil dos quais na União Europeia, que reúne os países mais ricos do bloco.

Os especialistas temem que o pior esteja por vir, como consequência das aglomerações humanas durante o campeonato europeu de futebol, que acontece na Polônia e na Ucrânia, e a Olimpíada de Londres, daqui a um mês.

A tendência europeia vem na contracorrente. No ano de 2010, ocorreram 68 casos no Brasil; todos eram viajantes ou pessoas que tiveram contato com eles. Nos Estados Unidos foram 222, todos trazidos de fora.

Na África, a mortalidade caiu de 337 mil para 50 mil, nos últimos dez anos. No mesmo período, os óbitos na Índia diminuíram de 88 mil para 66 mil, número que corresponde à metade da mortalidade global.

A impressão de que o sarampo faz parte das doenças benignas da infância é equivocada.

Antes da vacina, as complicações provocavam a morte de mais de 2 milhões de crianças por ano, porque o vírus causa depressão imunológica, fragilidade que predispõe a complicações bacterianas e virais.

A vacinação reduziu as dimensões dessa tragédia mundial: em 2010, o número de mortes havia caído para 139 mil.

A epidemia que se alastra pela Europa é particularmente chocante, porque ocorre numa região em que a maioria dos países conta com serviços de saúde que servem de exemplo para os mais pobres. Como explicar?

Para proteger uma população contra o sarampo, pelo menos 95% das pessoas devem ser vacinadas, número que os europeus sempre tiveram dificuldade para atingir, porque, à medida que a enfermidade se tornou mais rara, muitos passaram a subestimar o risco de contraí-la e a superestimar as complicações da vacina (que são mínimas), fenômeno que se repete sempre que uma doença transmissível se torna menos prevalente.

Alguns pais esquecem ou não encontram tempo para vacinar seus filhos, em postos de saúde que geralmente funcionam apenas no horário comercial.

Anos atrás, um gastroenterologista inglês, chamado Andrew Wakefield, alegou que a vacina tríplice contra sarampo, caxumba e rubéola estaria associada a casos de autismo. A divulgação dessa hipótese absurda assustou muitas famílias. Quando ficou demonstrado que ela se baseava em dados fraudulentos, o estrago já estava feito.

Com argumentos de ordem filosófica, certas comunidades antroposóficas, grupos religiosos e ativistas antivacinas (sim, eles existem) convencem seus membros a jamais vacinar os filhos.

Por incrível que pareça, algumas dessas seitas têm número significativo de seguidores nos diversos países europeus.

Finalmente, os sistemas de saúde sempre encontraram obstáculos para atingir comunidades que vivem à margem da sociedade, como a dos ciganos, por exemplo.

O fracasso dos europeus no combate ao sarampo reforça a posição do Ministério da Saúde, que defende a necessidade de continuarmos vacinando as crianças brasileiras, mesmo que não surjam casos na vizinhança.

- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog da Folha.com, publicado hoje.

- I bibida prus músicus!

Cuidados de saúde estão ficando mais barato nos EUA

Onde conseguir gratis exames de raios-X e de mama nos EUA


- - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog Joe-ks.com

- I bibida prus músicus!

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Fotos em destaque - 002

Baikonur, Cazaquistão

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Todo o cuidado é pouco quando se fala de hemorróidas!

A partida de tranca corria silenciosa entre as duas duplas no meu botequim, assistidas por um bom par de sapos, entre os quais eu, domingo passado, quando, lá pelas tantas, o Quinca, um dos jogadores, autoaucunhado de macho, falou, sem tirar os olhos das cartas, pra todo mundo ouvir, enquanto arrumava nas mãos as cartas de um morto que acabara de pegar:

- Pô, operação de hemorróida é fogo!

Alguém dá a linha:

- Dói?

- Pô, depois da operação, quando a gente vai dar a primeira cagada, parece que dói tanto quanto a primeira vez que a gente deu!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

O lusco-fusco de alguns astros

Robinho foi visto na arquibancada da Vila Belmiro usanto óculos de grau no jogo Santos 0x1 Corinthians na última quarta-feira. A continuar assim, logo, logo estará usando muleta.

Não precisa ficar avexado se tal vier a acontecer. Tem um cara muito discutido pela aí, que mora num AP em S. Bernardo, que gosta de falar - mentindo muito - e de viajar pra caramba, que,  dias desses, andou se apoiando numa dita cuja. Amigos chegados ao mesmo dizem que ele a tem guardada no seu AP.

- Não, ele não se desfez dela, não! Vai que por umas dessas derrapadas da vida ele necessite dela outra vez...

Neymar não está mais acompanhando o quique da bola. Será por causa das quicadas que os adversários estão dando nele?

E outro que anda precisando de óculos é o Cristiano Ronaldo. De óculos, não! De binóculos, mesmo! Pombas! Perder aquele gol contra a Dinamarca na última quarta-feira... Cruz credo!

- - - - - - - - - - - - - - -

I bibida prus músicus!

Se vira, Mané!

Foto AE

Na imagem, um dos muitos brasileiros se virando no estacionamento do MetLife Stadium, em Nova Jersey (EUA)  durante o jogo Brasil 3 x 4 Argentina, no último dia 9, empurrando o seu churrasquinho num americano.

Se a situação está feia por lá (mas óia só a churrasqueirinha da Tabajara Utilidades e a van dele!), tem, é mesmo, que se virar. Ou, então, pegar o avião de volta!

Outros desbravadores brasileiros como o nosso amigo do churrasquinho, especializados em caldo de cana, pasteis, cocada, rapadura, abacaxi em fatias e outras guloseimas tupiniquins deviam estar espalhados às dezenas pelo local, mas, infelizmente, não tenho as fotos. Contam que tinha até uma baiana, vestida a caráter, caprichando no seu acarajé.

Já se comentou também que a McDonalds anotou a idéia pra próxima parada...

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Fotos em destaque - 001

Austin, Texas
- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Gestão de Resultados

Em uma cidade do interior, viviam duas mulheres que tinham o mesmo nome: Flávia.

Uma era freira e a outra taxista.

Quis o destino que morressem no mesmo dia. Quando chegaram ao céu, São Pedro as esperava.

- O teu nome?

- Flávia!

- A freira?

- Não, a taxista!

São Pedro consulta as suas fichas e diz:

- Bem, ganhastes o paraíso. Leva esta túnica com fios de ouro. Pode entrar.

E chama a seguinte.

- O teu nome?

- Flávia!

- A freira?

- Sim, eu mesma!

- Bem, ganhastes o paraíso. Leva esta túnica de linho. Pode entrar.

A religiosa diz:

- Desculpe, mas deve haver engano. Eu sou Flávia, a freira!

- Sim, minha filha, e ganhastes o paraíso. Leva esta túnica de linho.

- Não pode ser! Eu conheço a outra Flávia, Senhor. Era taxista, vivia na minha cidade e era um desastre! Subia as calçadas, batia com o carro todos os dias, conduzia pessimamente e assustava as pessoas. Nunca mudou, apesar das multas e repreensões policiais. E quanto a mim, passei 65 anos pregando todos os domingos na paróquia. Como é que ela recebe a túnica com fios de ouro e eu esta?

- Não há nenhum engano! - Diz São Pedro. - É que, aqui no céu, adotamos uma gestão mais profissional do que a de vocês lá na Terra.

- Não entendo!

- Eu explico. Já ouviu falar de Gestão de Resultados? Agora nos orientamos por objetivos e observamos que nos últimos anos, cada vez que tu pregavas, as pessoas dormiam. E cada vez que ela conduzia o táxi, as pessoas rezavam! Resultado é o que importa.

Se você não sabia, isso é Gestão de Resultado!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Tetra Pak lança embalagem para “um gole” de iogurte

Chega ao mercado brasileiro até o fim deste ano, um novo formato de embalagem, que vai oferecer ao consumidor “um gole” de iogurte e outras bebidas.

A novidade, lançada pela Tetra Pak, tem o nome de Lokka e é inspirada em um modelo sueco de embalagem.

Uma empresa brasileira, cujo nome não foi divulgado, já comprou uma máquina para a produção de Lokka.

Conf. iG-Negócios (link).

- - - - - - - - - - - - - - -

Lá no meu boteco, numa discussão mais acalorada do quê as que estão acontecendo na CPI do Quedad’águas, enfiaram o pau na falta de criatividade dos inventores desse contagotas que fornece só um “gole” de iogurte.

Alguém chegou a xingar a mãe do diretor ou presidente dessa empresa no arremate de seu pronunciamento, ao dizer que “...e gole só vale pra dose de cachaça!”.

Demais a mais, disse o Quinca, que foi pedreiro por 55 anos, considerado por todos nós o mais entendido em engenharia no nosso meio:  “Essa porcaria de embalagem só irá aumentar os lixões das cidades”.  E disse mais: “- Já ouvi comentários de que sob marquises de padarias de Itanhandu os catadores de materiais reciclados estão mijando de rir dessa novidade, pois eles estão a dispensar esse lixo, mesmo aqueles de um litro, posto que o seu reaproveitamento necessita de um aparelhamento todo especial para separar as três camadas que compõem as embalagens, a saber, alumínio, prástico e papelão (cartolina)”.

Ou será que a Tetra Pak vem na contramão dos princípios de sustentabilidade a serem discutidos e aprovados (mas não realizados) da Rio+20?

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Outras pérolas do Millôr

No site Millôr na Imprensa (link), ele próprio reproduz a conversa que teve com o jornalista e crítico de cultura Luiz Antônio Giron, que resultou numa entrevista publicada no número 317 da Revista Época em 14 de junho de 2004, na qual fala de sexo, preconceito e política e, então aos 80 anos, ainda se dizia otimista. Estado que, na minha opinião, ainda não mudou!

Como tudo o que vem do Millôr é do meu gosto, que me agrada pelos quatro pontos cardeais e pelos extremos mais profundos e altos do nosso planeta, que só me traz alegria, cultura e satisfação, posto alguns trechos dessa sua entrevista que são entremeadas, como sempre, de ironia e verdades ocultas.

Sendo assim, lá vai!

''Os governos me assustam pela falta de raciocínio. O quê o Fernando Henrique Cardoso já escreveu de besteira é incrível. Os livros dele são os de um bobo. Ele é tão tolo quanto o José Sarney, só que mais barroco.''

“Machado de Assis é um bobo, mas todo o mundo o coloca no céu. É difícil a pessoa recuar naquilo que absorve na juventude. Minha cabeça funciona o tempo todo. A questão da Capitu em Dom Casmurro, por exemplo. Fica todo o mundo preocupado se a Capitu deu ou não para o Escobar. Ora, é evidente que sim. O livro diz que o filho da Capitu tem a cara do Escobar. Demonstro com evidências que Capitu traiu. Bentinho descreve de tal maneira Escobar que ele parece mesmo apaixonado pelo amigo. Peguei trechos sintomáticos do Bentinho no livro. Escobar se afasta no ônibus e Bentinho fica triste porque ele não lhe dá adeus. Eles ficavam de mãos dadas no colégio de padres e os padres achavam aquilo estranho. Não era normal. Dom Casmurro é um livro fraco.”

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

Baiano pagando promessa pro Senhor do Bonfim


- Dá uma cansêra!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

domingo, 10 de junho de 2012

Esses ingleses e seus trajes imperiais

Como decorrência do Jubileu de Diamante do reinado da Rainha Elizabeth II,  uma enchurrada de imagens sobre o acontecimento inundou a internet - como não podia deixar de acontecer! - por um bom par de dias de comemorações que tiveram o seu apogeu no último dia 6.

Vou copiar e reproduzir três delas nesta postagem e algo mais em meu outro blog, o JANELAS.

Adianto que a minha fonte é o Blog Boston.com (link) que em sua reportagem sobre o assunto apresenta um verdadeiro espetáculo de 44 imagens sobre essa efeméride. Dá um pulinho lá e confira!

Então, vamu qui vamu!
Foto de Andrew Winning/Reuters

Vejam só: os designers do traje do fulano que está à esquerda do Príncipe Philip já indicavam suas tendências de crossdressers (homens que gostam de se vestir de mulher) e, quiçá, almejavam que a moda pegasse, com meio mundo masculino copiando tão bizarra vestimenta ou comportamento.

Mesmo que a criação deles tenha ocorrido antes, durante ou depois da Idade Média, jamais imaginaram que aquela esquisitice deles permaneceria enrustida até recentemente e que até receberia uma denominação especial, já abreviada para CD.

Convenhamos, porém, que não precisavam se inspirar em roupas de cozinheira para um traje de acompanhante real!

Pra aliviar as observações sobre a foto anterior, aqui vai uma da família imperial:
Foto de Matt Dunhan/Associated Press

E mais uma da Rainha Elizabeth II, toda sorriso, a verdadeira rainha da festa:
Foto de Andrew Winning/Reuters

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!