domingo, 30 de março de 2008

Um buraco no meio do domingo

Pois é! Eu ia pelo calçadão da Av. Albino de Almeida, fotografando aquilo do meu lado e aquilo do outro lado, quando chego na passagem de pedestres e encontro um rebaixo, melhor dizendo, ENCONTRO UM BAITA DE UM BURACÃO, bem no meio geométrico dela, mostrado na fotim aqui de baixo, pronto pra quebrar a perna de alguém.
De 10 a 12 cm de profundidade! Quase uma pirambeira, considerando-se a importância do local onde o cara-de-pau, ops, o cara-de-ferro resolveu estacionar. Fiz a fotim aí de cima, mais umas 40 de segurança, e saí em busca de novos motivos artísticos-fotográuficos, mas com a cabeça bolando mil manchetes sobre o buraco. Ah! Alguém ia ter que pagar o pato!

Continuando a minha ronda, bato uma foto de lá e outra de acolá, depois dobro à direita na Rua Sebastião José Rodrigues, como um dançarino dançando sem compasso, dobro a esquerda na Rua Gulhot Rodrigues, foto dali, outra lá de cima tirada daqui de baixo, do outro lado, quando... de repente, não mais do que de repente, para uma das maiores surpresas da minha vida, no mesmo momento sincronítico com a disparada na velocidade do som dos batimentos do meu coração, tão rápido que pensei que ia ter um catiripapo, vejo, em pleno meio da rua, três extra-terrestres esburacando a dita cuja com suas máquinas – compressor de ar e martelete – e ferramentas de precisão: cavadeiras, enxadas, enxadões e pás.

Pergunto-lhes se estavam extraindo amostras pra levar pra Marte.

- Não, Cara-pálida! – Me respondeu um deles, que devia ser o grande chefe.

E continuou:

- Eu sou do Surubi, esse é da Vila Vicentina e aquele outro é do Morro do Querozene! E nós pertencemos ao quadro de funcionários da empresa Águas das Agulhas Negras S/A. O senhor pode confirmar olhando para aquela placa ali.

E, realmente, a tal placa confirmava certas informações dele.

- E o quê coceis tão fazeno aí?

- Regularizando o nível de capeação da asfaltação da rua, isto é, levantando toda a armação de aço desta boca de inspeção, de tal forma que uma vez concluído o serviço, toda a sua superfície superior esteja em completo nivelamento com a superfície superior do asfalto.

- E depois? Cabô?

- Em absoluto, Cara-pálida! Temos em nossa relação aproximadamente 50 Ordens de Serviço, cada uma relativa à execução do mesmo trabalho em rebaixos semelhantes, inclusive de bocas-de-lobo, de todas as ruas de Resende.

- E qualéquié o próximo ou a próxima a ser atacado?

- Aquele no meio da passagem de pedestres do calçadão da Av. Albino de Almeida, no cruzamento com a Rua Gulhot Rodrigues. O senhor sabe onde fica?

- Nnnnããão, num sei não!

Minha cabeça deletou aquela idéia de endedar o quê ou quem quer que fosse o responsável por aquele rebaixo e que já acumulava umas vinte opções de texto. E deixei os homens compenetrados em seu serviço pensando:

- Pôxa, que legal! A tal das Águas de Resende se fazendo presente! Num domingo... Bem planejado: evita transtornos no trânsito de amanhã, segunda-feira! Parabéns, homens e diretores das Águas das Agulhas Negras, por essa intervenção e da forma como ela está sendo executada!

Mas esse serviço deveria ter sido planejado e realizado imediatamente após a liberação da pista pela empresa responsável pela asfaltação. Ficaram devendo alguns meses de pancadarias em pneus, amortecedores, feixes de molas e amortecedores.

Estão devendo também algumas coisinhas adicionais aos munícipes, taisquaismentes: como e quando poderemos contar com novos investimentos na captação e tratamento de mais água para o nosso município, a fim de que a atual demanda pelo consumo de água corresponda às reais necessidades, já do presente?

I água prus músicus!

Ronda nos Campos Elíseos, domingo, 30.03.2008, Domingo

Céu nublado, 25 °C , entre 10:30 e 11:30 hs

Entrando nos Campos Elíseos pela saída da Ponte Velha

Bar 24 Horas

Meu amigo Norberto, do Bar 24 Horas, entrando ou saindo do seu turno

Trocas só amanhã!

Telefones disponíveis

Hoje não tem tapioca nem coquinho queimado com açúcar!

Vagas para 6 observadores do mundo real, mais telefones disponíveis

Benvindos sejam os camioneiros e seus fantásticos caminhões!

Pode atravessar sem medo!

Obra imponente em frente ao Itaú. Quantos andares? 40? 50?

Ninguém saindo, só um carro chegando a Resende pela entrada dos Campos Elíseos.

Pedestres em repouso. Ao fundo, mais telefones disponíveis.

Calçada Av. Albino de Almeida, lado esquerdo: ótimo local para grupos de meditação.

Extensão da Câmara Municipal em recesso (Quiosque do Gula’s Lanches sobre o calçadão)

Calçadão da Av. Albino de Almeida: local mais amplo, conseqüentemente mais ótimo para grupos mais maiores de meditação.

Gospe Grosso desmontado

Rua Alfredo Whately com o Pico do Itatiaia ao fundo. Lindo, não? Se tivesse nevado, estaria se parecendo com o Matterhorn, lá em Zermatt, na Suíça!

Heróis de plantão

Voltando pro Manejo, olhando a Serra de Itatiaia ainda embrulhada pelas nuvens.

Da mesma posição da foto anterior, numa virada de exatos 87° para a direita: o Pico da Galinha cocoricando entre as nuvens.
.
I bibida prus músicus!

Mundo moderno - Chico Anysio

Toda a matéria deste post foi escrita por Adriano Senkevics em 17 / março / 2008.
.
~~~~~~~~~~~~
.
Ao entrar no Blog Internacional deparei-me com um vídeo muito bom do Chico Anysio interpretando um poema de sua autoria chamado Mundo Moderno. Parece que esta cena foi retomada por um especial de 18 anos de Jô Soares na Rede Globo. Veja que só que poema criativo:
.
~~~~~~~~~~~~

Mundo Moderno

- Chico Anysio

Mundo moderno, marco malévolo, mesclando mentiras, modificando maneiras, mascarando maracutaias, majestoso manicômio. Meu monólogo mostra mentiras, mazelas, misérias, massacres, miscigenação, morticínio - maior maldade mundial.

Madrugada, matuto magro, macrocéfalo, mastiga média morna. Monta matungo malhado munindo machado, martelo, mochila murcha, margeia mata maior. Manhãzinha, move moinho, moendo macaxeira, mandioca. Meio-dia mata marreco, manjar melhorzinho. Meia-noite, mima mulherzinha mimosa, Maria morena, momento maravilha, motivação mútua, mas monocórdia mesmice. Muitos migram, macilentos, maltrapilhos. Morarão modestamente, malocas metropolitanas, mocambos miseráveis. Menos moral, menos mantimentos, mais menosprezo. Metade morre.

Mundo maligno, misturando mendigos maltratados, menores metralhados, militares mandões, meretrizes, maratonas, mocinhas, meras meninas, mariposas mortificando-se moralmente, modestas moças maculadas, mercenárias mulheres marcadas. Mundo medíocre. Milionários montam mansões magníficas: melhor mármore, mobília mirabolante, máxima megalomania, mordomo, Mercedes, motorista, mãos… Magnatas manobrando milhões, mas maioria morre minguando. Moradia meia-água, menos, marquise.

Mundo maluco, máquina mortífera. Mundo moderno, melhore. Melhore mais, melhore muito, melhore mesmo. Merecemos. Maldito mundo moderno, mundinho merda.


~~~~~~~~~~~~

Acho que nem há o que acrescentar. O fato de todas as palavras começarem com a letra ‘ m ‘ dá um charme e deixa o poema muito mais atraente. A interpretação de Chico Anysio serviu bastante para preencher a lacuna que há pela ausência de preposições, artigos, pronomes; a poesia é composta praticamente de substantivo, adjetivo e verbos. Ainda por fim, ele termina o show imitando Louis Armstrong em “What a Wonderful World” que por si só já foi um show à parte. Espero que tenham gostado.

~~~~~~~~~~~~

I bibida prus músicus!

Update: Se você não conseguiu abrir o vídeo em "Blog Internacional", clique aqui, ó!

Língua Portuguesa e o Estrangeirismo

A língua portuguesa se parece muito com o Brasil cosmopolita. Nosso país abriga pessoas, que já formaram gerações, de diversas regiões do mundo – a nossa miscigenação tão falada. O paralelismo entre a nação e a língua é justamente pela introdução de fatias de outras culturas.
.
Quanto aos estrangeirismos, algumas expressões já foram “abrasileiradas”, como o caso do verbo ‘deletar’. Outras são usadas do jeito original, como fast-food, overbook e outras expressões que facilmente poderiam ser trocadas por um similar nacional, mas que insistem em permanecer como exceções à regra.

O Projeto de Lei 1676, de 1999, de autoria do deputado Aldo Rebelo, procura eliminar o uso desnecessário dessas expressões, na tentativa de valorizar a língua nacional. A polêmica em cima disso reside no seguinte questionamento: é realmente necessário proibir por lei o estrangeirismo? Se for o caso, a lei surtirá efeito?

Na minha opinião, a resposta para ambas as perguntas é ‘não’. Primeiramente, mesmo sendo contra o uso excessivo de estrangeirismos, não considero válida a criação de uma lei para este fim. Cada um deve usar ou não a língua portuguesa por uma questão moral, e não legal. Além do mais, a língua é um importante “indicador de soberania cultural”, por isso, se o português está desvalorizado, não será uma lei que reverterá este problema.

Todavia, lamento pelo excesso de expressões inúteis que encontramos na publicidade, tanto de TV quanto em outdoors (esta palavra já é praticamente consagrada no idioma), e também no mundo de negócios. Expressões toscas como go ou not go são totalmente descartadas.

O motivo da valorização de estrangeirismos, em especial de origem norte-americana, é o contato cotidiano com o inglês, devido à globalização, que gerou uma certa idéia de status (outra expressão estrangeira), assim, parece mais fino falar pelas expressões que exigem uma ‘forçadinha’ no sotaque. Além do mais, demonstra mais intimidade com outras línguas, parecendo que domina não só o português, mas o estrangeiro também.

Se a população está agregando ao seu vocabulário cada vez mais palavras estrangeiras, enquanto desconhece a própria língua, o problema está no que causa isto tudo, e não na conseqüência. Estrangeirismo é apenas uma conseqüência da crescente convivência, absorvendo diversos costumes, com a cultura norte-americana. Herdamos muitas características do nosso vizinho estadunidense, como a arquitetura atual da cidade, o hábito de andar em grupos, tribos urbanas que provém daquela cultura, há grande contato com a música ianque muito mais do que com a de outros países, as comidas rápidas ou semiprontas, a grande audiência de filmes hollywoodianos etc.

Tudo encaminha a uma interseção de línguas: em alguns pontos bem dosada; em outros, exageradamente inútil. Diante dessa relação costumeira do uso, mesmo que indevido, proibir estrangeirismos por lei seria tão inútil quanto proibir desvios gramaticais ou gírias. Será que realmente vale a pena este confronto? Não seria melhor pensar por que uma pessoa prefere um termo estrangeiro em vez do nacional? São pontos, logicamente, muito mais difíceis de serem tocados. Talvez por isso sejam ignorados.

- Fontes: Ítalo de Paula, do blog Critica e Reflexões, texto de Adriano Senkevics, do blog Letras Despidas

sábado, 29 de março de 2008

Pra todas as mulheres apaixonadas

Minha homenagem a todas as mulheres apaixonadas do Brasil e do muuuuuundo, num rompante pessoal de profundo admirador pela alegria que elas transmitem quando estão nessa situação.

Para a blogueira Jussara (*UpDate), de Americana/SP, titular do blog À la vitta! , que deixou um recadim pra mim neste post aqui, ó, e que tem este vídeo bem guardadinho dentro do seu "Meu perfil", lá no seu blog.

E salve a Rita Pavone, uma verdadeira Rita Lee italiana! Ou seria o contrário, isto é, a Rita Pavone seria uma verdadeira Rita Lee brasileira?

* UpDate: U nomi korretu da minina é Juliana Rachel. Só trokei 4 letrinhas!

Mais uma regrinha de Português, a de nº 1

Na minha crônica “Os ex-buracos da minha rua”, publicada ontem, caí no buraco lingüístico da incerteza em utilizar a palavra “mau” - ou seria “mal”? – no trecho “... serviços mal feitos pela...”. Afinal, meu nome pode ser Norival ou Norivau, vá proscambal ou proscambau, a gente fala do mesmo jeito! Mas que tem diferença na pronúncia... ah! lá isso tem, sim senhor, sim senhora. Quer ver? Ou melhor, ouvir? Peça para um gaúcho falar “Norival” – Mas gaúcho mesmo, que nunca saiu de lá! Daquele tipo machão, com bombacha, bota, cachecol e facão! - e fique prestando bastante atenção, olhando pra boca dele. Ele vai falar “Norival” de uma forma diferente de você, papagoiaba, carioca, paulistano ou paulista. Ou mineiro. Ou Xanxeresense. Você poderá ver a ponta da língua dele virada para cima, quase encostando no palato, ou céu da boca, quando ele pronunciar a última sílaba da bosta desse nome, a sílaba “val”. A pronúncia do gaúcho é a correta porque o “l” é propriamente chamado de consoante oclusiva pelo fato da sua pronúncia ou sua fonética só poder ser realizada se o fluxo de ar vindo dos nossos bofes sofrer uma oclusão ou fechamento parcial da sua saída pela boca, com a língua agindo como uma comporta de uma barragem. Quer ver, aliás, ouvir algo mais? Peça para um suíço ou alemão também falar “Norival”. Você ficará boquiaberto ao ver que ele pronuncia a letra “l” igualzinho ao gaúcho, só que a palavra sairá arrrrrrastando mais um “r”, saindo um “Norrrrival”. Peça para uns desses dois bunda-brancas falar “Araraquara”, “Araçatuba”, “Araribóia” ou outras quetaismente. Você vai cagar de rir, pois eles dobrarão todos os “r”! Gozado, né? Aliás, esse “né” da pergunta aí do ladim me levou a outra estripulia lingüística: por causa do “l” e do “r”, você pode identificar se um cara é japonês ou chinês, porque enquanto o primeiro não consegue falar o “l”, o segundo não consegue pronunciar o “r”. Na palavra “lero-lero” é onde acontece o maior rebu, pois enquanto o japonês diz “-É rero-rero, né?”, o chinês diz “- É lelo-lelo, né”! Se forçar a barra e pedir para eles falarem “parabólica” ou “paralelepípedo”, você terá uma crise intestinal ou menstrual de tanto rir!

Ara, domingos de ramos! Prossigamos com o tema principal, sem fugir proutro quintal filosofal:

Regra n° 1*- “Mal cheiro”, “mau humorado”. Mal opõe-se a bem e mau, a bom. Assim: mau cheiro (bom cheiro), mal-humorado (bem-humorado). Igualmente: mal intencionado, mau humor, mau jeito, mal-estar.

* Esse número é seqüencial mesmo e eu obedeço à seqüência – de 1 a 100 – para não me perder. Se quiser, pode copiar ela toda daqui, o!

- Fonte: Blog do Rev. Ibrahim César - 1001 Gatos do Schroedinger

- I bibida prus músicus!

sexta-feira, 28 de março de 2008

Os ex-buracos da minha rua

Metem o pau na prefeitura, porque ela não tampa os buracos das avenidas e das ruas de Resende ao tempo que todo mundo deseja. Estão certos todos os que fazem isso porque, entre outras coisas, é para isso que todos pagamos nossos impostos.

Mas também temos que bater palmas quando ocorre a intervenção dela e eu não poderia deixar de fazer coro com os que sabem reconhecer os resultados de uma boa administração municipal.

Moro na Rua Prefeito Arnaldo Duarte, na Vila Santa Cecília, uma travessa da Av. Cel. Mendes, que estava toda esburacada por conta exclusiva de serviços mal feitos pela CEG – Cia. Estadual de Gás, quando da instalação da tubulação de seus ramais de distribuição de gás aqui no pedaço.

(Sobre essa instalação de tubos subterrâneos e as suas conseqüências para as nossas ruas aqui do bairro, pretendo acrescentar - logo, logo - uma matéria adicional aqui neste destemido e famigerado blog).

Muito que bem! Minha mulher dirigiu-se à Secretaria de Obras da Prefeitura e deixou lá, com o devido autógrafo dela, um requerimento de serviços para o tapamento da buracação - muitos buracos, tamanhos variados, pra tudo quanto é gosto: pra poças d'água, pra quebrar feixes de mola, pra mandar amortecedores pro beleléu, pra rasgar pneus, pra provocar quedas em pessoas bêbadas, em não bêbadas também, em ciclistas e motociclistas - existente na nossa rua.

Muito que bem, mais uma vez! Com menos de 15 dias, isso mesmo, vou repetir, COM MENOS DE 15 DIAS veio uma equipe da prefeitura, homens, máquinas, caminhões e ferramentas, limparam a sujeira dos buracos, extraíram o que estava apenas “colocado”, porque não havia grudado nos paralelepípedos do capeamento original da rua, esborrifaram piche nos ditos cujos, colocaram asfalto, comprimiram-no com aquele rolo compressor maluco deles, deixaram tudo lisinho e limpo, acabaram o serviço e partiram para atacar outros peçonhentos buracos em outras ruas aqui do meu bairro, que já vão tarde (os buracos)!

É por isso que, em nossa família, no que julgamos ser acompanhados por outros moradores da vizinhança, aplaudimos a eficiência e a atenção com que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, Infra-estrutura e Segurança - sob a batuta do dinâmico Secretário Municipal Ruy Saldanha - nos atende e permitindo-se, seguramente, após o encerramento ou atendimento a cada requerimento ou solicitação lá deixado, aplicar nele um carimbo bem grande com as palavras: “Dever cumprido!”.

E arquive-se!

Páginas de uma certa agenda...


- Crica na imagi qui ela ampria -

- Se não anotar, pode esquecer! Agenda é pra isso mesmo!

Banda RASGA O FOLE amanhã no Celeiro!

Olha aê, gente! A Banda RASGA O FOLE vai agitar no Celeiro, no Manejo, amanhã, sábado, das 23:00 às 04:00 hs!

Será o maior forrozão das paradas do mês de março.

Venham dançar, pular, cantar junto e se agitar ao som desta banda espetacular!

Atrações do Celeiro nos próximos sábados:

05/04 – Jô & Samuel

12/04 – Os Milionários

I vamu qui vamu, moçada!

quinta-feira, 27 de março de 2008

Atenção operadoras de telefonia celular!

Esta carta é verídica e foi enviada por um cliente devedor a uma conhecida operadora móvel, sua credora.

“Prezados Senhores:

Esta é a oitava carta jurídica de cobrança que recebo de Vossas Senhorias.

Sei que não estou em dia com os meus pagamentos. Acontece que eu estou a dever também noutras lojas e todas esperam que eu lhes pague. Contudo, os meus rendimentos mensais só permitem que eu pague duas prestações no fim de cada mês, ficando as outras para o mês seguinte. Estejam cientes de que não sou injusto, daquele tipo que prefere pagar a esta ou aquela empresa em detrimento das demais. Não! Todos os meses quando recebo o meu ordenado, escrevo o nome dos meus credores em pequenos pedaços de papel, que enrolo e coloco dentro de uma caixinha. Depois, olhando para outro lado, retiro dois papéis, que são os dois “Sortudos” que irão receber o meu rico dinheirinho. Os outros, paciência. Ficam para o mês seguinte.

Afirmo aos Senhores, com toda certeza, que sua empresa vem constando todos os meses na minha caixinha. Se não os paguei ainda, é porque os Senhores estão com pouca sorte.

Finalmente, faço-lhes uma advertência: Se os senhores continuarem com essa mania de me enviar cartas de cobrança ameaçadoras e insolentes, como a última que recebi, serei obrigado a EXCLUIR o nome da vossa Empresa dos sorteios mensais...”

I bibida prus músicus!

- Fonte: Blog do Mundo do Bidô

Frases ditas antes de morrer

01 - "Atira se for homem, seu filho-da-puta!"

02 - "Atravessa correndo que dá."

03 - "Ah, não se preocupe, o que não mata, engorda."

04 - "Fica tranqüilo que este alicate é isolado."

05 - "Sabe qual a chance de isso acontecer? Uma em um milhão."

06 - "Essa camisa do Flamengo não é minha não. Eu sou Vascaíno, como vocês."

07 - "Adoro essas ruas pois são super tranqüilas."

08 - "Tem certeza que não tem perigo?"

09 - "Meu sonho sempre foi saltar de pára-quedas. E neste instante vou realizá-lo. E eu mesmo o dobrei!"

10 - "Aqui é o PT-965 decolando em seu primeiro vôo solo..."

11 - "Confie em mim, o cacete!"

12 - "Aqui é o piloto. Vamos passar por uma ligeira turbulência."

13 - "Capacete? Imagina! Com esse calor desgraçado!"

14 - "Eu sempre mudei a temperatura do chuveiro com ele ligado. Não ia ser hoje que alguma coisa iria acontecer."

15 - "Deixa comigo!"

16 - "Desce desse ônibus e me encara de frente, sua bicha!"

17 - "Você é grande mas não é dois!"

18 - "Kung-Fu nada. Eu vou acabar é com você!"

19 - "Vamos lá! Não tem erro!"

20 - "Pode mexer. É Pitbull, mas é mansinho."

- Tarrafada caprichada que dei no blog do Bidô. E tem muito mais coisa lá!

Teste para saber se você é viado, ou não...

01. Chegar aos 40 anos de idade sem barriga.

Aos 40 anos, se você se preocupa com o físico, você é viado! Como diz o ditado: "Quem gosta de homem bonito é viado. Mulher gosta de dinheiro". Você tem mais é que parar de se preocupar com a barriga e tratar do seu bolso porque aquela menina gostosona de 19 anos dá mais importância ao carro importado e ao cartão de crédito que você tem do que aos seus músculos do abdomen.

02. Pedir caipirinha com adoçante.

Você pede caipirinha com adoçante?....Fala sério???!!! Tá de regime? Ou você bebe ou não bebe! Caipirinha é o seguinte: Limão, AÇÚCAR, gelo,pinga ou vodka. Se é pra pedir diferente, não chame de caipirinha, diga pro garçom o seguinte: Hoje vou pedir uma bebida de viado, dá pra mim um copo com limão, vodka (ou pinga), gelo e adoçante.

o3. Chupar um sorvete.

O verbo "chupar" não deve fazer parte do vocabulário de um homem. Um verdadeiro homem COME sorvete e o faz com dentadas, não com chupadas. As duas únicas coisas que um homem tem permissão de chupar são peitos e afins. O resto... é viadagem!

04. Ter como bicho de estimação um gato.

Gato por si só não passa de um cão viado; aquele lance de ficar se lambendo o dia todo e de não tomar banho é nojento. Fora o fato de o gato ter aquelas frescuras: gato faz pipi e popô, depois esconde embaixo da terrinha (entenda isso como se você sempre se metesse a abaixar a tampa da privada depois de usar o vaso). Bicho de homem é o cachorro: cachorro tá pouco se fudendo pra tudo, mija e caga em qualquer lugar, bebe água da privada e até coça o saco. Ter gato em casa é coisa de boiola!

05. Saber o nome de mais de 4 coisas na padaria.

Homem entra na padaria e fala logo o que quer, no máximo quatro itens: normalmente são o pão, o café, o leite e a manteiga. Chegar na padaria pedindo um pote de queijo Philadelfia, 250 gramas de lombo canadense "bem fininho, viu?!", ou então um salame (!!!), é sintoma grave de viadagem.

06. Sair pra dançar. Que porra é essa?

Homem sai pra beber, pra zoar, pra pegar mulher. Homem que sai pra dançar não é homem! No máximo, você pode dar uns passos na pista de dança, com a intenção, é claro, de se aproximar da mulher que chamou a sua atenção. Homem que sai pra dançar é viado enrustido.

07. Bebidas com nomes exóticos.

Sex on the beach, Dry Martini, Bloody Mary....tudo coisa de viado! Homem não tem frescura, bebe aquilo que todo mundo conhece: Vodka, Pinga, Whisky, Conhaque. Cerveja, muita cerveja! Detalhes em copo de homem são: limão, gelo ou palito, dependendo da bebida. Canudinho e guarda-chuvinha nem pensar. Coisas de viado!

08. Reparar como os outros estão vestidos.

Você é daqueles que repara que seu amigo está vestindo a mesma camisa de ontem? Você é viado! Qual a diferença entre seu amigo sair para tomar uma cerveja com uma camisa dessas que não sai por menos de 100 pratas (coisa de viado) e sair com uma camiseta que ele ganhou de brinde do cartão de crédito ou do Banco do Brasil? Nenhuma! Se o cara tá ridículo, o problema é dele, ou melhor, sobra mais mulher pra você! Se você dá uma de Clodovil e repara se a roupa de seus amigos combinam, você é viado!

09. Comer bolo em festa de aniversário.

Só viado faz isso. Homem que é homem enche o prato de salgadinhos, bebe pra caralho, vomita. Quem come bolo é mulher, criança e VIADO.

10. Pedir meias porções ou meias doses.

O nome é porção ou dose porque já é calculado, ou seja, um homem come uma porção de gororoba, ou uma dose de birita. Então, quem come meia porção é meio-homem. Pior ainda são aqueles que pedem pratos terminados com "inho", por exemplo: “- Garçom, traz um arrozinho por favor?” Isso é muito viado.

11. Consolar ex-namoradas de amigos.

A única maneira do verdadeiro homem fazer isso é pensando em como levar ela pra cama ou então fazendo com que ela fale algo que possa ser usado pra zoar o seu amigo em questão. Do contrário, vá chorar no ombro da mamãe... VIADÃO!

12. E tem mais uma coisa....Se só rir desse texto e não repassar ou indicar o meu/nosso blog... também é viado. Só viado lê uma mensagem igual a esta e não repassa ou indica o blog .

Peguei no blog do Bidô. Muito legal! Embaixo tem outro post que copiei dele também.

Noivinha preocupada

Na semana do casamento, a menstruação chegou causando verdadeiro desespero na noiva, que aos prantos desabafou com a mãe:

- Poxa mãe, justo na semana do meu casamento tenho que ficar "de Chico"! Eu sou uma desgraçada mesmo!! Como vai ser na lua de mel? O meu futuro marido vai me odiar! Buáááááá!

Vendo a situação da filha a mãe resolveu conversar com o noivo a fim de tranqüilizar a noivinha neurótica.

- Mas, Dona Maria - disse o noivo - fale para ela não se preocupar, pois sei que essas coisas acontecem sem aviso prévio. A senhora pode ir para casa tranqüila e, por favor, diga à sua filha que o ocorrido é um mero detalhe comparado ao nosso AMOR. Pode deixar que ficaremos no AMOR PLATÔNICO mesmo, nesses dias!

Aliviada, a sogra voltou para casa rapidamente para acalmar a filha.

- Filha! Olha, fui lá falar com o teu noivo e ele entendeu o seu problema. Ah! E ele também falou que qualquer coisa vocês ficam só no AMOR PLATÔNICO, viu?

Quando a mãe já estava saindo do quarto, a filha perguntou:

- MÃE!!! Mas o que é "Amor Platônico"?

- Também não sei o que é filha. Mas, em todo caso, lava bem a bunda e escova os dentes!

I bibida prus músicus!

Pesquei aqui, ó, no blog do Bidô.

Mulher, quando bebe...

Na noite passada, fui convidada para uma reunião com "as meninas". Eu disse a meu marido que estaria de volta à meia-noite:
.
- Prometo! - Eu disse.

Mas, as horas passaram rapidamente e a champanhe estava rolando solta. Por volta das 3 da manhã, bêbada feito um gambá, fui para casa.

Mal entrei e fechei a porta, o cuco no hall disparou e "cantou" 3 vezes. Rapidamente, percebendo que meu marido podia acordar, eu fiz "cu-co" mais 9 vezes.

Fiquei realmente orgulhosa de mim mesma por ter tido uma idéia tão brilhante e rápida (mesmo de porre) para evitar um possível conflito com ele.

Na manhã seguinte, meu marido perguntou a que horas eu tinha chegado e eu disse a ele:

- Meia-noite!

Ele não pareceu nem um pouquinho desconfiado. Ufa! Daquela eu tinha escapado!

Então, ele disse:

- Nós precisamos de um novo cuco.

Quando eu perguntei porque, ele respondeu:

- Bom, de madrugada nosso relógio fez "cu-co" 3 vezes, depois, não sei porque, soltou um "caraaaaalho!". Fez "cu-co" mais 4 vezes e espirrou. Fez mais 3 vezes, riu e fez mais 2 vezes. Daí tropeçou no gato, derrubou a mesinha da sala, peidou, vomitou no tapete e acho que só então voltou para a casinha dele.

- Fonte: Um email do meu cunhado Walter, lá de Salvador

Meu tradutor de línguas

Me esculpem todos, mas esta piada eu tinha que passar pro Site Oficial de Resende, por ter nascida num momento de profunda inspiração filosófica manejense. Lá vai:
.
Tenho um tradutor de línguas instalado no meu computador, denominado Globalink, que utilizo rotineiramente face à minha ingnorância, principalmente perante o indioma inglês. Outras línguas, como o alemão, o portunhol e o aramaico do tempo de Jesus não constituem nenhum pobrema para mim.

Esse tradutor me oferece as seguintes opõçes:

Então, na ânsia de copiar alguma coisa de algum blog americano, por exemplo, para publicar no meu blog, tenho que recorrer a ele para tentar desvendar os mistérios dessa língua que, para mim, é o maior bicho de sete cabeças do mundo. Aí, vejam no que deu a tradução da piadinha americana que eu ia (Vou?) publicar no meu blog:

-------------------------------------------

1: INCREDIBLY, ALCOHOL MAY HAVE BEEN INVOLVED
1: INACREDITAVELMENTE, ÁLCOOL PODE TER SIDO ENVOLVIDO (Essa até eu já tinha matado!)

1: Manejo police Sgt. Dan Mafturack said the man asked the woman what she wanted for dinner by saying, "Do you want ham, potatoes and vegetables, or potatoes, vegetables and ham?"
1: Manejo policiam Sgt. Dan Mafturack disse que o homem perguntou para a mulher o que ela quis para o jantar dizendo, você quer presunto, batatas e legumes, ou batatas, legumes e presunto? "

2: The query apparently upset the woman, who then allegedly grabbed the knife and stabbed her spouse in the chest.
2: A questão aparentemente transtornado a mulher que então supostamente agarrou a faca e apunhalou o cônjuge dela no tórax.

-------------------------------------------

Ajeitando para a nossa língua, consegui arrumar o seguinte pra vocês:

A policial Manejo (É assim mesmo que está lá!) disse pro sargento Dan Mafturack (Não se fala de qual cidade – tem que ser conhecida, como New York, Los Ângeles, cujas traduções sei que são Nova York e Los Ângeles! - ou condado lá daquelas bandas ou, se fala, não consigo decifrar) que o homem perguntou à mulher se ela queria presunto, batatas e legumes, ou batatas, legumes e presunto para o jantar.

Pra outra oração, muito complicada para desenxovalhar os maus espíritos, tenho que recorrer a um truque que sempre uso para essas ocasiões, quando não consigo dar nenhum sentido ao resultado que o tradutor me oferece:

- verbos: agarrou, apunhalou;
- masculinos: transtornado, o cônjuge, no tórax;
- femininos: a questão, a mulher, a faca, dela.

Acho que ficou faltando algumas palavras no período original, coisa que acontece. E o americano é muito prático nessas coisas. Então, nada como usar a imaginação também... Afinal, se eles fazem isso com a língua deles, porque nós também não podemos fazer com a nossa, não é verdade? Só prá citar um exemplo deles: a expressão "OK!" nada mais é do que uma abreviação de "Ôh karraio!".

Aí deu pra realizar alguma coisa com sentido. Vejamos:

O homem, que era cônjuge da mulher, transtornado, agarrou-a pelo tórax, pegou uma faca, apunhalou bem no bucho dela e com isso resolveu a questão.

Viram como foi simples? O que me facilita fazer coisas como essa foi o estudo do Latim nos meus tempos de ginásio e científico. Bons tempos aqueles!

- No meu butiquim, o Bar Snooker, aqui no Manejo, sou sempre solicitado a auxiliar em traduções próprias - de butiquins. Me dá um orgulho fiadaputa!

- I bibida prus músicus!

Avisos preconceituosos aos pés-inchados

Sei não! Não me lembro de alguma vez que algos semelhantes houvessem acontecido comigo!

Em todo caso, é bom ficar sabendo que:

O Ministério da Saúde determinará que as indústrias de bebidas alcoólicas passem a colocar os seguintes avisos nas suas garrafas:

------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode fazer você pensar que está sussurrando quando, na verdade, está gritando.

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode fager foxe valar coisas dexe zeito.

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode fazer você acreditar que ex-namoradas(os) estão realmente "a fim" de receber um telefonema seu às 4 horas da madrugada.

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode fazer você se virar ao acordar e ver algo realmente escabroso deitado ao seu lado (cujo nome e/ou espécie você nem consegue se lembrar).

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool é a principal causa de inexplicáveis hematomas e galos na testa.

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode criar a ilusão de que você é mais esperto, sedutor e forte do que um cara muito, muito grande, cujo apelido é "Montanha".

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode levá-lo a achar que as pessoas estão rindo COM você, e não DE você.

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode causar um desvio espaço/tempo, onde um pequeno (ou às vezes muito grande) intervalo de tempo pode, literalmente, "desaparecer".

-------------------------------------------------------

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode realmente CAUSAR gravidez.

-------------------------------------------------------
O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

O consumo de álcool pode fazer você dançar e cantar com total empolgação "Vai Lacraia"!!!

Concurso de piadas entre a bicharada

Um dia, houve uma tremenda seca e faltou comida na selva. O leão propõe que façam um concurso de piadas. Quem contar uma piada que não faça todos os animais rirem, então vira comida para todos.

Tudo combinado, começa o concurso.

O primeiro a contar uma piada é o leopardo. Todos riem, menos a hiena. O leopardo é devorado.

Depois, vem o javali que conta uma anedota engraçadíssima. Todos riem, menos a hiena. O javali é sacrificado e vira almoço para todos.

A zebra conta uma anedota do melhor nível. Todos riem, menos a hiena. A zebra é devorada.

Nisso, ouve-se a gargalhada da hiena:

— Rá-rá-rá-aaaaaaaaaaaa! Rá-rá-rá-aaaaaaaaaaaa! Rá-rá-rá-aaaaaaaaaaaa! Essa anedota do leopardo é ótima.

Te cuida, peão!

Se a moda pega...

COMUNICADO DA GERÊNCIA DE RH A TODOS OS EMPREGADOS DESTA EMPRESA

LISTA DE PROCEDIMENTOS A SEREM ADOTADOS A PARTIR DESTA DATA


Férias: Para bem do serviço, no período de férias será colocada uma pessoa no seu lugar. Saindo-se bem, o novo empregado não será substituído. Portanto, fique à vontade para solicitá-las.

Cirurgias: Cirurgias em nossos empregados são proibidas, pois nós os contratamos como eles eram. A retirada ou substituição de órgãos fere o contrato de trabalho.

Doença: Estar doente não é pretexto para não comparecer ao trabalho. Nem um atestado médico é garantia de estar doente, pois se tinha condições de visitar um médico, poderia ter ido ao local de trabalho para real avaliação.

Morte na família: Não tem desculpa! Deveria tê-lo visitado quando estava vivo. Pelo morto não se pode fazer mais nada. Os preparativos para o enterro podem ser feitos por empresa especializada.

Nascimento de um filho: Por um erro desse tamanho não damos dias livres aos nossos empregados (O erro foi seu!). Além disso, você já teve o seu divertimento.

Aniversário: O fato de ter nascido não quer dizer que o tenha merecido. Por isso, não facultaremos o dia de trabalho.

Morte: Aqui poderá contar com a nossa compreensão SE: a) informar 2 semanas antes do acontecimento, para programarmos a sua substituição; b) encaminhar atestado assinado pelo médico, relatando a causa mortis. Caso contrário, serão descontados dias de férias.

Fonte: Tribuna de Santo Amaro

Sun Paulu também tem das suas...

Publicado na Tribuna de Santo Amaro, que este ano comemora seus 75 anos de fundação:

As últimas palavras


“Na reunião da Sociedade de Bairro, a senhorita Lydia P. Drausder recitou sua poesia de 210 versos, intitulada As Últimas Palavras de Mamãe".

No zoológico

Fui ao zoológico de São Paulo ( Ótimo programa. Vale a pena visitar!) com minha amiga Michele.

- É fantástico! Estão ali um leão e um macaco na mesma jaula. Como é que eles se dão, juntos? - Perguntou Michele ao tratador de animais.

- Normalmente, bem! - Respondeu ele. – Mas de vez em quando há uma discussão e temos que arranjar outro macaco.

Fonte: Gazeta de Pinheiros e Tribuna de Santo Amaro, periódicos da zona Sul de São Paulo.

Por falar de árvores...

Foto e texto extraídos da mensagem Der Baum, Die Bäumen (A árvore, as árvores), de autoria de um tal Josef, simplesmente.

- Fonte: De uma mensagem que a amiga Francine Grossi nos mandou.

O coelho e seus predadores

Em um dia lindo e ensolarado, o coelho saiu de sua toca com o notebook e pôs-se a trabalhar, bem concentrado. Pouco depois passou por ali uma raposa, e viu aquele suculento coelhinho tão distraído, que chegou a salivar.

No entanto, ela ficou intrigada com a atividade do coelho e aproximou-se, curiosa:

- Coelhinho, o que você está fazendo aí, tão concentrado?

- Estou redigindo a minha tese de doutorado, disse o coelho, sem tirar os olhos do teclado.

- Hummmm... e qual é o tema da sua tese?

- Ah, é uma teoria provando que os coelhos são os verdadeiros predadores naturais das raposas.

A raposa ficou indignada:

- Ora!!! Isso é ridículo!!! Nós é que somos os predadores dos coelhos!

- Absolutamente! Venha comigo à minha toca que eu te mostro minha prova experimental.

O coelho e a raposa entram na toca. Poucos instantes depois ouvem-se alguns ruídos indecifráveis, grunhidos e depois... silêncio. Em seguida, o coelho volta, sozinho, e mais uma vez retoma aos trabalhos de sua tese, como se nada tivesse acontecido.

Meia hora depois passa um lobo.

Ao ver o apetitoso coelhinho tão distraído, agradece mentalmente à cadeia alimentar por estar com o seu jantar garantido. No entanto, o lobo também acha muito curioso um coelho trabalhando naquela concentração toda e resolve então saber do que se trata aquilo tudo, antes de devorar o coelhinho:

- Olá, jovem coelhinho. O que o faz trabalhar tão arduamente?

- Minha tese de doutorado, seu lobo. É uma teoria que venho desenvolvendo há algum tempo e que prova que nós, coelhos, somos os grandes predadores naturais de vários animais carnívoros, inclusive dos lobos.

O lobo não se conteve com a petulância do coelho:

- Ah! Ah! Apetitoso coelhinho! Isto é um despropósito. Nós, os lobos, é que somos os genuínos predadores naturais dos coelhos. Aliás, chega de conversa...

- Desculpe-me, mas se você quiser eu posso apresentar a minha prova experimental. Você gostaria de acompanhar-me a minha toca? O lobo não consegue acreditar na sua boa sorte.

Ambos desaparecem toca adentro. Alguns instantes depois ouvem-se uivos desesperados, ruídos de mastigação e.. silêncio.

Mais uma vez o coelho retorna sozinho, impassível e volta ao trabalho de redação da sua tese, como se nada tivesse acontecido.

Dentro da toca do coelho vê-se uma enorme pilha de ossos ensangüentados e pelancas de diversas ex-raposas e, ao lado desta, outra pilha ainda maior de ossos e restos mortais daquilo que um dia foram lobos. Ao centro das duas pilhas de ossos, um enorme LEÃO, satisfeito, bem alimentado, palitando os dentes.

MORAL DA HISTÓRIA

1. Não importa quão absurdo seja o tema de sua tese;

2. Não importa se você não tem o mínimo fundamento científico;

3. Não importa se os seus experimentos nunca cheguem a provar sua teoria;

4. Não importa nem mesmo se suas idéias vão contra o mais óbvio dos conceitos lógicos;

5. O que importa é QUEM ESTÁ APOIANDO A SUA TESE...

Disseram por aí...

O uísque é o melhor amigo do homem. Ele é o cachorro engarrafado. (Vinícius de Morais)

Ultimamente tenho feito a dieta da sopa... deu sopa, eu como! (Claudia Trepichio)

Junta médica é uma reunião que os médicos fazem nos últimos momentos de nossa vida para dividir a culpa. (Jô Soares)

O Brasil é feito por nós. Só falta agora desatar os nós. (Barão de Itararé)

Quem se mata de trabalhar merece mesmo morrer. (Millôr Fernandes)

Chega de debate de idéias. Onde já se viu um político brasileiro dotado de idéias? (Diogo Mainardi)

Democracia é quando eu mando em você. Ditadura é quando você manda em mim. (Millôr Fernandes)

No Brasil, quem tem ética parece anormal. (Mário Covas)

O brasileiro não faz história: ele é um espectador. (Raul Seixas)

Não é triste mudar de idéias: triste é não ter idéias para mudar. (Barão de Itararé)

Comecei uma dieta: cortei a bebida e as comidas pesadas e em quatorze dias perdi duas semanas! (Tim Maia)

Era um menino tão mau que só se tornou radiologista para ver a caveira dos outros. (Jô Soares)

A prosperidade de alguns homens públicos do Brasil é uma prova evidente de que eles vêm lutando pelo progresso do nosso subdesenvolvimento. (Stanislaw Ponte Preta)

A minha vontade é forte, mas a minha disposição de obedecer-lhe é fraca. (Carlos Drummond de Andrade)

Esperanto é a língua universal que não se fala em lugar nenhum. (Stanislaw Ponte Preta)

O sol nasce para todos; a sombra, pra quem é mais esperto. (Stanislaw Ponte Preta)

O marido não deve ser o último a saber. Ele não deve saber nunca. (Nelson Rodrigues)

O Brasil é um país geométrico ..... tem problemas angulares, discutidos em mesas redondas, por um monte de bestas quadradas. (Autor Desconhecido)

O cachorro velho

Uma velha senhora foi para um safari na África e levou seu velho vira-latas com ela.

Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que estava perdido. Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com a intenção de conseguir um bom almoço.

O cachorro velho pensa:

- "Oh, oh! Estou mesmo enrascado! Olhou à volta e viu por perto ossos espalhados no chão . Em vez de apavorar-se mais ainda, o velho cão ajeita-se junto ao osso mais próximo e começa a roê-lo, dando as costas ao predador.

Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro exclama bem alto:

- Cara, este leopardo estava delicioso! Será que há outros por aí?

Ouvindo isso, o jovem leopardo, com um arrepio de terror, suspende seu ataque, já quase começado, e se esgueira na direção das árvores.

- Caramba! pensa o leopardo, essa foi por pouco! O velho vira-latas quase me pega!

Um macaco, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou como fazer bom uso do que vira: em troca de proteção para si, informaria ao predador que o vira-latas não havia comido leopardo algum.

E assim foi, rápido, em direção ao leopardo.

Mas o velho cachorro o vê correndo na direção do predador em grande velocidade, e pensa:

- Aí tem coisa!

O macaco logo alcança o felino, cochicha-lhe o que interessa e faz um acordo com o leopardo.

O jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, e diz:

- Aí, macaco! Suba nas minhas costas para você ver o que acontece com aquele cachorro abusado!

Agora, o velho cachorro vê um leopardo furioso, vindo em sua direção, com um macaco nas costas, e pensa:

- E agora, o que é que eu posso fazer?

Mas, em vez de correr (sabe que suas pernas doídas não o levariam longe...), o cachorro senta, mais uma vez dando costas aos agressores e, fazendo de conta que ainda não os viu, quando estavam perto o bastante para ouvi-lo, o velho cão diz:

- Cadê o safado daquele macaco? Estou com fome! Eu o mandei buscar outro leopardo para mim!

Moral da história: Não mexa com cachorro velho... idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga. Sabedoria só vem com idade e experiência.

"EM MOMENTOS DE CRISE, SÓ A IMAGINAÇÃO É MAIS IMPORTANTE DO QUE O CONHECIMENTO." (Albert Einstein)

I bibida prus músicus!

Fonte: Email do meu amigo Paulo de Tarso

O processo do tatu a passos de cágado

A história está no site do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (www.trf1.gov.br). Vai completar nove anos. Em meados de 1998, vinha o cidadão - um pedreiro, cujo nome não foi revelado - pelas estradas do sul de Tocantins. Foi parado no posto da Polícia Rodoviária Federal de Gurupi, a 245 km de Palmas, capital do Estado, e a 742 km de Brasília.

Os policiais nada encontraram no carro, exceto um tatu morto. Exato: um tatu! Provavelmente, o homem pretendia comê-lo. Mas o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e o Ministério Público Federal resolveram mover uma ação pública contra o cidadão por dano ao meio ambiente.

Há duas ou três semanas, o juiz federal substituto da 1ª Vara Federal de Tocantins, Adelmar Aires, conseguiu, enfim, julgar improcedente o processo. O juiz enfatizou que transportar um tatu abatido não configura o tal dano, especialmente porque "não ficou provado que foi o réu o autor do abate do animal".

Pobre tatu! Pobre pedreiro! Mas não foi a morte do tatu nem o enredamento do pedreiro o que o magistrado mais lamentou. O que o entristeceu mesmo foi a perda de tempo e de recursos num assunto tão simples. Está lá, no texto da decisão judicial:

"Durante quase nove anos, e ao longo de 215 folhas, foram expedidos 13 mandados, 12 correspondências e uma carta precatória; o Diário da Justiça foi utilizado duas vezes; foram proferidos 10 despachos, cinco decisões e designadas quatro audiências; mais de 160 atos foram praticados pelos servidores do Poder Judiciário".

Pois é! Com uma Justiça assim, a passos de cágado, não iremos resolver crimes mais graves, que até hoje estão impunes, nem os incontáveis casos de corrupção e as centenas de assassinatos diários que ocorrem no país.

- Fonte: Informe JB

Pérolas da Sabedoria

Dez das catorze coisas que Dave Berry levou mais de 50 anos para descobrir:

1 - Nunca, em qualquer hipótese, tome um sonífero e um laxante na mesma noite.

2 - Se você tivesse que identificar em apenas uma palavra porque a humanidade não alcançou, nem vai alcançar, o seu potencial pleno, essa palavra seria “reuniões.”

3 - Existe uma linha invisível e fina entre “hobby” e “doença mental.”

4 - Pessoas que querem compartilhar suas crenças religiosas com você quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.

5 - Ninguém se importará se você não dança bem. Levante-se e dance sem pensar.

6 - Nunca lamba uma faca de churrasco.

7 - Você nunca vai achar alguém que lhe dê um motivo razoável e convincente da existência do horário de verão.

8 - Em um certo ponto da vida as pessoas devem parar de esperar que todo mundo se lembre do seu aniversário. Essa época foi quando você fez onze anos. Deixe de ser fresco!

9 - A única coisa que une todos os humanos, independente de idade, sexo, religião, status econômico ou raça é que bem no fundo TODOS achamos que somos melhores motoristas que a média.

10 - Seus amigos amam você de qualquer jeito.

- Fonte: Blog do Fábio Resende

- Publicado no Facebook em 10.01.14.

quarta-feira, 26 de março de 2008

O vale do Paraíba




Pombas! Será que somos tão desconhecidos assim?






Fonte: Um email da minha irmã Aninha

Terra sobreviverá à transformação do Sol em "gigante vermelha"

Agencia EFE

Dentro de cinco bilhões de anos, o Sol deverá se transformar em uma estrela gigante vermelha capaz de engolir os planetas de seu sistema, mas, segundo uma equipe internacional de cientistas, a Terra poderia sobreviver a esse fenômeno.
.
- Graças a Deus! E eu que sempre pensei que a gente ia se foder nessa ocasião!
.
O Sol crescerá em tamanho, com o seu diâmetro externo chegando até às proximidadades do planeta Marte, o que poderá assar a bunda dos marcianos! (Isso é um adendo meu, que manjo astonomia pacas!)
.
O texto completo
dessa notícia me trouxe uma grande tranqüilidade e uma revigorada coragem, que permanece até agora e que parece incomum entre as minhas virtudes mais destacadas, para encarar os gigantescos desafios que haverão de se antepor à minha caminhada por esse mundão, como, por exemplo, voltar a labutar na minha carpintaria, apenas como hobby (Tal qual o Arriçon Fordi. Eita, que lembrança fantástica!), bolar uma crônica sobre Xanxerê e transformá-la em post neste blog, construir a sauna aqui na minha casa, ler os dois últimos volumes (VII e VIII, recém -lançados) de Operação Cavalo de Tróia, do J. J. Benítez, que no volume VI atingiu a marca de 2663 páginas e cujo 1° volume foi lançado em 1987 (É mole? 20 Anos, sempre aguardando mais um volume dessa saga!), torcendo para que o Major (personagem principal, ou será Jesus Cristo?), que já está na curva da beirada, abotoe as botas em conseqüência da doença adquirida com as suas estripulias ao viajar pelo tempo, juntamente com o seu amigo de viagem que só fica coçando o saco no berço espacial, caso contrário, sobrevivendo o major ao Volume VIII, o filha-da-puta desse escritor espanhol haverá de lançar o Volume IX, quiçá o X também.

I bibida prus músicus!

Olha a mentirinha!

Quem me passou essa foi o Ayrton, amigo titular de anotações sobre animais do meu butequim.

Um sujeito se dirigiu à atendente da casa lotérica:

- Olha, não tenho idéia sobre quais números escolher para jogar. Você poderia me ajudar?

- Claro, respondeu ela, vamos lá! Durante quantos anos você freqüentou a escola?

- 4.

- Perfeito, temos um 4. Agora, quantos filhos você tem?

- 2.

- Ótimo! Já temos um 4 e um 2. Quantos livros você já leu até hoje?

- 5.

- Certo! Temos um 4, um 2 e um 5. Quantas vezes por mês você faz amor com sua mulher?

- Caramba! Isso é uma coisa muito pessoal, diz ele.

- Mas você não quer ganhar na loteria?

- Está bem! 2 vezes por mês.

- Bem, agora que já temos confiança um no outro, me diga quantas vezes você já deu a bunda.

- Qual é a sua? - Diz o homem. -Sou é muito macho!

- Não fique chateado. Vamos considerar então zero vez, é muito simples, está vendo? Com isso já temos todos os números: 42520.

O sujeito fez o jogo sugerido. No dia seguinte foi conferir o resultado. O número ganhador foi o 42521.

Cheio de raiva, comentou consigo mesmo:

- Puta que pariu! Por causa de uma mentirinha besta eu não estou milionário.

- I bibida prus músicus!

O ceguinho e a Sueli

O ceguinho estava há tempos sem dar uma trepadinha e vivia pedindo pra todo mundo:

-Arruma uma mulher pro ceguinho, arruma!

Um amigo, já de saco cheio, resolve dar uma força pro ceguinho e diz que vai arrumar uma mulher pra ele. O ceguinho vai pra casa e fica esperando…

Logo, batem na porta.

- Quem é?

- É a Sueli. Vim a mando de um amigo pra resolver o seu problema.

O ceguinho todo entusiasmado abre a porta, e a mulher entra e senta-se na cama. Ele diz:

- Como você está vestida, heim?… heim?… heim?

- Botinha de couro, saia justa, blusinha de seda e nada por baixo!

- Ahhhh!… - Suspira o ceguinho., - É hoje!

- Tira a botinha, tira! Como que você está agora?

- Descalça, deitada na cama!

- Ai, meu Deus, é hoje! Tira a blusinha, tira! … Como é que você está agora?

- De seios nus, só de sainha!

- Tira a saia. Tira a saia, pelo amor de Deus! … E agora? Como está?

- Estou nua, deitada na cama, só esperando meu garanhão dizer como quer!

- Sueli,…você já fez 69?

- É claro! Isso foi há 6 anos!

- Fonte: Blog do Fernando Stickel - Aqui tem coisa

O rei sem a perna e... toc, toc, toc

Não sei se é verdade, mas é engraçado, reproduzo do jeito que recebi por e-mail (palavras do Fernando Stickel, de cujo blog copiei esta matéria):

“Foi desvendado o motivo do cantor Roberto Carlos haver proibido a venda e divulgação da biografia não autorizada “Roberto em detalhes”.

Numa das passagens do livro, o autor narra o seguinte episódio:

Durante a jovem guarda, depois de várias tentativas Roberto consegue convencer a cantora Wanderléia, ainda virgem, a acompanhá-lo a um Motel. Já na cama e após retirar a perna mecânica, ao partir para o ataque o cantor foi surpreendido por um pedido.

- Beto, pode me pegar um copo de água, tô morrendo de sede.

- Ok! Broto. Respondeu o Rei.

E lá foi ele, pulando numa perna só TOC, TOC, TOC… até o frigobar pegar a água e voltar TOC, TOC, TOC… até a cama. Wanderléia bebeu a água e quando Roberto ia consumar o coito, outro pedido.

- Amor, pode fechar a cortina, tá muito claro, tô morrendo de vergonha.

E lá se foi o Rei, já meio invocado, TOC,TOC,TOC… até a janela e TOC,TOC, TOC… até a cama. Já partindo para o ataque, novo pedido.

- Pode desligar o ar. Tô morrendo de frio! E o nosso Rei já puto da vida TOC, TOC, TOC… até o ar condicionado e voltando a jato TOC, TOC, TOC…

Achando que finalmente estaria livre, alguém bate na porta.

Não acreditando no que estava acontecendo, lá se foi o Rei, TOC, TOC, TOC… até a porta.

Ao abrir a porta uma surpresa, era o cara do apartamento de baixo:

- Porra meu! Me responde uma coisa; tu veio aqui pra trepar ou pra pular amarelinha??? ….”
.

O caipira e o pau do benzedor

O rebanho do caipira estava doente e ninguém conseguia cura pra qualquer cabeça dele. Então ficou sabendo que havia um benzedor numa fazenda vizinha e que ele, e somente ele, era a única pessoa que poderia salvar o seu rebanho. Sabendo disso, mandou que alguém fosse buscá-lo.

Chegando na fazenda, o benzedor disse que salvaria o rebanho do caipira, mas teria que ficar trancado no quarto com a sua filha - uma morena estilo Gabriela, Cravo e Canela - pra fazer o ritual.

O caipira ficou meio desapontado, mas topou. Afinal, era o único jeito de salvar o seu rebanho. O benzedor foi para o quarto com a moça, fechou portas e janelas, e começou:

- Passo o pau no seus joeio pra curá os boi vermeio!

O caipira, que permanecia sentado na soleira da varanda, ficou encismado, mas... Aí ele voltou a escutar o benzedor;

- Passo o pau na suas coxa pra curá as vaca mocha!

O caipira deu um tapa do próprio chapéu, que era indicativo de que estava começando a ficar com raiva, de que ia tomar alguma iniciativa... mas aí veio novamente a voz lá do quarto:

- Passo o pau na sua viria pra curá tod'as novia!

O sangue subiu pra cabeça do caipira, que num pulo alcançou a porta e gritou bem alto:

- As vaca preta e os boi zebu pode deixá morrê!

- Fonte: Blog do Fernando Stickel - Aqui tem coisa

Sogra é sogra

O guarda rodoviário manda o sujeito parar o carro:

- Seus documentos, por favor. O senhor estava a 130 km/h e a velocidade máxima nesta estrada é 100.

- Não, seu guarda, eu estava a 100, com certeza.

Mas a sogra, no banco de trás, corrige:

- Ah, Pedro, que é isso! Você estava a 130 ou mais!

O sujeito olha para a sogra com o rosto fervendo.

- E sua lanterna direita não está funcionando...

- Minha lanterna? Nem sabia disso. Deve ter pifado aqui na estrada...

A sogra insiste:

- Ah, Pedro, que mentira! Você vem falando há semanas que precisa consertar a lanterna!

O sujeito está fulo e faz sinal à sogra para ficar quieta.

- E o senhor está sem o cinto de segurança.

- Mas, seu guarda, eu estava com ele. Eu só tirei para pegar os documentos!

- Ah, Pedro deixa disso! Você nunca usa o cinto!

O sujeito não se contém e grita para a sogra:

- Cala essa boca!

O guarda se inclina e pergunta à senhora:

- Ele sempre grita assim com a senhora?

E a sogra:

- Não seu guarda, só quando bebe...

- Fonte – Um email da amiga Neide Borges

Altos e baixos na sua vida

Uma linda mensagem, para pura reflexão...

-Fonte: Site da Cidade do Cérebro, encontrada pelo meu filho Magno

Dicionário idiota Inglês - Português

Sei que tem gente que gosta de trocadalhos e estes daqui são do caralho, merecendo mesmo um comentário do tipo: "- Pô, Norival! Não tinha outra merda pra você copiar, não?". Confiram!

All: Pelo.
Exemplo: Ela poderia, all menos, me beijar.

Beach: Homem afeminado.
Exemplo: - Ele é meio beach.

Begin: Buraquinho que todos tem na barriga.
Exemplo: - Meu begin é pequeno.

Cheese: Antepenúltima letra do alfabeto.
Exemplo: - Exemplo se escreve com cheese.

Coffee: Onomatopéia que representa tosse.
Exemplo: - Coffee, coffee.

Cream: Ato penal que pode levar à cadeia.
Exemplo: - Ele cometeu um cream.

Dark: Palavra de famoso provérbio.
Exemplo: - É melhor dark receber.

Day: Dar.
Exemplo: - Day um presente para ele.

Dick: Começo de uma música brega.
Exemplo: - Dick vale o céu azul e o sol sempre a brilhar...

Eleven: Erguer.
Exemplo: - Eleven até esta altura.

Good: Bolinha de vidro.
Exemplo: - Ele gosta de jogar bolinha de good.

Hair: Uma das marchas de um veículo automotor.
Exemplo: - Ele engatou a hair.

Hat: Antônimo de turtle.
Exemplo: - Ele não consegue traçar uma linha hat.

Hello: Esbarrar.
Exemplo: - Ele hello o braço na parede.

Hire: Gostosa.
Exemplo: Você viu a Cláudia hire?

Host: Face.
Exemplo: - Estou com uma espinha no meu host.

Ice: Expressão de desejo.
Exemplo: - Ice ela me desse bola...

Lay: Norma a ser seguida.
Exemplo: - Roubar é contra a lay.

May go: Pessoa dócil, afável.
Exemplo: - Ele é muito may go.

Mister: Sanduíche de queijo e presunto.
Exemplo: - Eu gosto de mister can't.

Monday: Ordenar.
Exemplo: - Ontem monday lavar o carro.

Morning: Nem quente nem frio.
Exemplo: - Meu café está morning.

Must go: Conjugação do verbo mastigar.
Exemplo: - Ele colocou o chiclete na boca e must go.

Never: Flocos de gelo que caem no inverno.
Exemplo: - É divertido fazer bonecos de never.

Packer: Prefixo que indica bastante.
Exemplo: - Eu gosto dela packer-amba.

Part: Lugar para onde mandamos as pessoas indesejadas.
Exemplo: - Vá para o raio que o part.

River: Superlativo: Pior que feio.
Exemplo: - Ele é o river.

Shoot: Agressão física covarde.
Exemplo: - Dei um shoot nele.

Show: Presente indicativo do verbo ser.
Exemplo: - Eu show eu.

Somewhere: Nome usado no interior.
Exemplo: - O Somewhere é irmão do Manuer.

To see: O mesmo que coffee.
Exemplo: - Eu nunca to see tanto na vida.

Too much: Fruto vermelho de fazer salada ou molho.
Exemplo: - Eu quero molho de too much.

Year: Deixar, partir.
Exemplo: - Ela teve que year?

Yellow: Com ela, junto com ela.
Exemplo: - Saímos eu yellow.

Pay day: Soltei gases.
Exemplo: - Pay day, mas ninguém percebeu.

Serial killer: Cereal a quilo.

Spir: Alma. Exemplo: Spir de porco.

You: Expressão de curiosidade.
Exemplo: You seu irmão, como vai?

- Fonte: Blog do Mundo do Bidô

Os 10 feitos mais idiotas do mundo

1º Colocado
Quando o seu revólver calibre 38 falhou, durante uma tentativa de assalto, o assaltante, James Elliot, de Long Beach, Califórnia, cometeu um pequeno erro. Virou a arma para ver se no cano tinha algo impedindo a arma de funcionar e experimentou apertar de novo o gatilho. Desta vez a arma funcionou...

2º Colocado
O chefe de um hotel na Suíça perdeu um dedo no moedor de carnes e entrou com um pedido de ressarcimento na sua seguradora. Esta, desconfiando de uma possível negligência no uso do aparelho, enviou um inspetor que testou o moedor: fez exatamente a mesma operação e perdeu um dedo, ele também. O pedido de ressarcimento foi então aprovado.

3º Colocado
Depois de ter parado para tomar todas num bar clandestino, o motorista de um ônibus no Zimbabue percebeu que os 20 doentes mentais que deveria levar para um asilo em Bulawayo, fugiram. Tentando esconder sua negligência, foi até uma parada de ônibus e ofereceu transporte de graça para as pessoas que estavam esperando no ponto. A seguir, foi até o asilo e entregou os passageiros, dizendo que eram muito perigosos e inventavam histórias incríveis para tentar fugir. O engano só foi descoberto vários dias depois.

4º Colocado
Um adolescente americano foi internado num hospital com graves ferimentos na cabeça, provocados pelo choque com um trem. Questionado sobre como tinha acontecido o acidente, ele explicou para a polícia que estava simplesmente tentando descobrir quanto exatamente podia chegar perto do trem em movimento antes de ser atingido.

5º Colocado
Um homem entrou num mercado na Louisiana, colocou uma nota de 20 dólares no balcão e pediu para trocar. Quando o balconista abriu a gaveta, o homem mostrou uma arma e mandou que lhe entregasse todo o dinheiro na gaveta. Depois fugiu, mas na pressa esqueceu a nota de 20 no balcão. O total que havia na gaveta e que o homem levou era de 15 dólares...

6º Colocado
Um homem no Arkansas estava tão afobado para tomar uma cerveja que resolveu jogar um tijolo contra a vitrine de uma loja para roubar algumas garrafas e fugir. Apanhou um tijolo e o jogou com toda a sua força contra a vitrine. O tijolo bateu e voltou, acertando exatamente a testa dele, que ficou desmaiado no chão até a polícia chegar. A vitrine era de plexiglass inquebrável e a cena foi filmada pela câmera de segurança da loja.

7º Colocado
Na crônica local do jornal da cidade de Ypsilanti, Michigan, apareceu a notícia de um assaltante que entrou no "Burger King" da cidade às 5 horas da manhã, apontou uma arma para o caixa, e ordenou que lhe entregasse o dinheiro. O atendente explicou que devido a uma trava eletrônica, não poderia abrir o caixa sem um pedido. O homem então pediu cebolas fritas e o atendente retrucou que, pelo sistema, não poderia servir cebolas no café da manhã. O assaltante, frustrado, foi embora.

8º Colocado
Um homem tentou roubar gasolina de um trailer estacionado numa rua em Seattle e a polícia encontrou-o no lugar, dobrado, no chão, vomitando sem parar. No relatório da polícia está explicado que o homem, ao invés de colocar a mangueira no tanque e aspirar com a boca para puxar a gasolina, colocou a mangueira no tanque da privada química do trailer e chupou com muita força. O proprietário do trailer se recusou a fazer o B.O. declarando que nunca tinha dado tanta risada na vida.

9º Colocado
Não passou pelo meu crivo, retirei a premiação. Era muito ruim.

10º Colocado
Idem, idem, ibidem.

Búfalos doentes & Bêbados decentes

Quando uma manada de búfalos é caçada, só os búfalos mais fracos e lentos, em geral doentes, que estão atrás do rebanho, são mortos primeiro.

Essa seleção natural é boa para a manada como um todo, porque aumenta a velocidade média e a saúde de todo o rebanho, pela matança regular dos seus membros mais fracos.

De forma parecida opera o cérebro humano: beber álcool em excesso, como nós sabemos, mata neurônios, mas, naturalmente, ele ataca primeiro os neurônios mais fracos e lentos. Nesse caso, o consumo regular de cerveja, cachaça, whisky, vinho, rum, vodka e outras manguaças elimina os neurônios mais lentos, tornando seu cérebro uma máquina mais rápida e eficiente.

E mais: 23% dos acidentes de trânsito são provocados pelo consumo de álcool.

Isso significa que os outros 77% dos acidentes são causados pelos fiadaputas que bebem água, sucos, refrigerantes ou outras porcarias!
.
Sendo assim, colabore e seja inteligente: JÁ PRO BUTIQUIM!

Exercício de Ioga 2/2 - Brazilian Ioga

Atenção!

Toda pessoa bem treinada e instruída, que gosta de encher o rabo além da conta, deve sempre levar consigo um papelzinho com o seu nome e endereço, para o caso de em alguma eventualidade - difícel, porém não impossível - algum bom samaritano resolver devolvê-la aos seus entes queridos.

- O exercício 1/2 - Indian Ioga, apresentado ontem, está aqui.
.
Serviço de utilidade pública é isso; totalmente sem subterfúgios, sem frescurada! E é bom que parta de quem conhece profundamente o assunto.

- Fonte: De um email do meu sobrinho Rafael

Cãezinhos com charges premiadas 3/3

Concluindo aquela série de charges com cãezinhos simpáticos, aqui vai a última.
.

As outras estão aqui e aqui.

- Fonte: Um email da amiga Célia Borges.

O que inflói na política dos EUA

Para futuras teses de pós-graduação ou doutorados em política norte-americana:

Resumo do título:

Pode a vida de um/a cidadão/ã, ocupando cargo político importante na sua nação, alterar todo o seu quadro político, partindo do pressuposto de que uma confissão sua, honesta, gravada e televisada, ao lado do/a esposo/a, mesmo que tardia, de erros praticados no passado, o/a torne imunizado/a para todo o sempre de outros atos pecaminosos além dos até então praticados?

Tomar como referências os livros a serem publicados:

1 – A felicidade daquela tarde na Casa Branca (Bill Clinton & Mônica Leviski );

2 – Minha doce vida de putanheiro (Elliot Spitzer, demissionário do cargo de governador de New York);

3 – Só traí minha mulher uma vez (David A. Paterson, novo governador de New York, que substituiu Elliot Spitzer);

4 - O adultério como troco (Michelle Paterson, mulher do atual governador de New York);

5 – Meus alegres tempos de fumacê (Barack Obama , senador americano);

6 – Quando eu era chegado no fumacê (David A. Paterson, novo governador de New York);

7 – Minha vingança inesquecíval (Aguardando confirmação da senadora Hyllari Clinton);

8 - Meus anos dourados de purpurina e paetês (Aguardando confirmação do governador David A. Paterson de New York).
.
- I bibida prus músicus!

Pra você começar o dia sorrindo

Parei por hoje. Até amanhã!

E eu que já não acreditava em mais nada...

Se jogasse tranca, eu toparia uma partidinha!

Coisa séria!

Se não consertarem...

Descobrindo o mundo

Huuuuum!

Marketing agressivo

- Fonte: Cof,cof,cof.com

A terra do Marlboro

- Fonte: Cof,cof,cof.com

Exercício de Ioga 1/2 - Indian Yoga

Atenção!
Somente pessoas bem treinadas e instruídas devem tentar executar esse exercício, que não deve ser feito sem supervisão de pessoa capacitada!

Amanhã apresentarei o exercício 2/2

- Fonte: De um email do meu sobrinho Rafael

Se existe X-Salada...

Uai noti?

terça-feira, 25 de março de 2008

Cãezinhos com charges premiadas 2/3

Continuando o que prometi em ontem, publico aqui a segunda charge de outro cãozinho muito simpático.
- Fonte: Um email da amiga Célia Borges.

Touro selvagem

Três amigos estavam reunidos tomando uma cerveja e entre outras coisas falavam das melhores posições durante o ato sexual.

Um deles disse:

- Para mim a melhor é a do 69!

Outro disse:

- Para mim, a melhor é a do frango assado!

E o último disse:

- Não tem nada melhor que a do TOURO SELVAGEM!

Os outros dois amigos o olharam assombrados e perguntaram de que se tratava essa posição.

Então ele explicou:

- Bom, diga à tua mulher que fique de quatro e comece por trás, ao estilo cachorrinho. Uma vez que a coisa fique bem quente, apoie seu peito sobre as costas dela, abrace-a fortemente e lhe diga com delicadeza, bem baixinho ao ouvido:

- ESSA POSIÇÃO DEIXA MINHA SECRETÁRIA LOUCA!

Depois, tente de se manter encima dela por mais uns 8 segundos!

- Fonte: Um email da Célia Borges

Ecos da Páscoa

- Fonte: Do blog Catarro Verde

segunda-feira, 24 de março de 2008

Caiam fora, palhaços! Tão pençanu qui nóis é besta!

joganu uma praga dos ugandenses em vocês que me mandaram os emais com as arapucas com as quais queriam me pegar: que a sarna do rabo da hiena pegue também nos seus rabos e nos das suas genitoras; e que se transformem numas baitas feridas purulentas que nunca mais hão de fechar; e que enquanto durarem - podem se prevenir, pois isso irá acontecer até o ultimo momento de suas vidas - vão feder mais do que os seus próprios inscrementus!

Olha o endereço do email do excomungado do nazarento que me enviou o da caixa, com o codinome noreply.



Abram o olho, todos os meus amigos!

Cãezinhos em charges premiadas 1/3

Recebi uma mensagem em pps com um montão de charges premiadas em algum concurso, em local não citado, e que foram escolhidas como as melhores da nossa galáxia. Resolvi reproduzir 3 delas aqui no meu blog – uma por dia – e a minha escolha desestrambelhou para as que continham uns simpáticos e amorosos cãezinhos, que me fizeram recordar da quase dezena desses animais que já tive e que preencheram minha vida de incalculáveis momentos de imensa e pura alegria. Aqui vai a primeira:


- Fonte: Um email da amiga Célia Borges.