segunda-feira, 29 de março de 2010

Meu querido computador: Ontem, às 00:03 hs...

Esse babaca de americano teve um trabalho filho-da-puta pra montar o cenário e obter essa foto, pra ser divulgada globalmente, mas se esqueceu de montar uma coisa fundamental no circo dele: uma anteninha mais visíveil, como a da SKY, normalmente usada nessas trambiquagens.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Para ver outras imagens desta série já publicadas, clica aqui.

- Fonte: Imagem captada do blog Catalisando, da Globo.com (Link).

- I bibida prus músicus!

Bebe, nazarento! - 13


O Savasana é uma pose para o relaxamento total e, como tal, considerado um dos asanas mais difíceis e desafiantes de se executar.

A mocinha da foto deve ter tentado muitos anos para conseguir chegar à perfeição na execução desse exercício.

Já o nosso amigo, calculo, pela minha vasta experiência no ramo, que deva ter tomado apenas umas três garrafas de cachaça, num intervalo de umas duas horas, para atingir o mesmo objetivo.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Para ver as outras imagens da série dos bebuns já publicadas, clique aqui.

- Fonte: Captei no blog Aqui tem coisa (link), do meu amigo Fernando Stickel.

- I bibida prus músicus!

domingo, 28 de março de 2010

Sobre Cães e Pessoas – 4/17


Uma mensagem para quem gosta de cães. Vira-latas ou de raça, pura ou acoxanbrada!

Óia só que beleza!

Não há melhor psiquiatra na terra do que
um cão lambendo o seu rosto.
Ben Williams

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Quer ver as postagens desta série já publicadas neste brog? – Clica aqui!

- Quer receber a mensagem completa, com som? - Mande-me o seu endereço de email, seja mandando um para mim (norrival@ig.com.br), seja deixando-o num comentário ao final de qualquer postagem da série.

- Quer saber quem me mandou essa mensagem por email? - Foi o meu cunhado Walter Machado, belzontino que virou soteropolitano.

- A mensagem original veio de Lima, enviada pela Alice. O Paulo/fln, recebeu-a, traduziu-a para o português e botou-a na NET. Não conheço nenhum dos dois. Cito-os, para homenageá-los.

- I bibida prus músicus!

Rio de Janeiro na Hora do Planeta


Só mesmo um evento como esse da Hora do Planeta, levado a efeito ontem, poderia nos proporcionar a rara oportunidade - mesmo em foto – de apreciar e ver como está o Cristo Redentor à noite, sem iluminação, todo cercado pelos andaimes instalados ao seu redor para as obras da sua recuperação.

O evento foi um alerta idealizado pela rede mundial WWF sobre o aquecimento global e conclamou a humanidade para que apagasse as luzes por uma hora – das 20:30 às 21:30 horas locais – e que, globalmente falando, teve lá as repercussões correspondentes.

Em nossas paradas, no Rio, se o Hipódromo da Gávea, atrás do Cristo, inconfundível, todo ligado em alguma tomada na ocasião do “apagão”, não teve suas luzes apagadas, isso é poblema deles, pois, seguramente, tinham lá suas corridas programadas para o horário do evento e jogador que se preza joga até à luz de velas. Pros cavalos e éguas, desconheço que alguma ONG equina tenha feito apelos para que todos os seus afiliados da equinidade (sf , toda a população de equinos do mundo, o equivalente a humanidade, no caso dos humanos) se juntasse aos humanos e engrossasse essa empreitada escura.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Da galeria de fotos da Hora do Planeta, publicada hoje na iG - Último Segundo, neste link, onde você, que acha que vai sobreviver quando o mundo acabar em 2012, pode ver o mesmo raro fenômeno em outras paradas.

Neste link da GloboOnline tem mais fotos. As do Rio são as mais legais.

- I bibida prus músicus!

sábado, 27 de março de 2010

As 12 escadarias de interiores mais criativas do mundo - 03/12

3 . Escadaria suspensa

Essa é uma escadaria impressionante! Esses originais degraus "flutuantes" foram projetados pelo arquiteto de Florença Guido Ciompi para o The Gray Hotel, em Milão, Itália. Polegares pra cima para o designer!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Se você quiser ver as outras escadas desta série publicadas neste blog, clica aqui


- Fonte: Blog Oddee.com (Link).

- I bibida prus músicus!

Globalization des langues in Brasilien - 1 e 2

Classification: * * * * *

Classification: * * * * *

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Daqui pra frente, para ver outras imagens publicadas desta série, clica aqui.

- I bibida prus músicus!

Segurança, ainda que... - 6

Não existem poblemas inalcançáveis nem inlevantáveis ou iniçáveis para esta dupla de trabalhadores.

- Escada de alumínio ou grua (do francês grue. Tá pensano o quê, ô meu?), pra quê?

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Blog Joe-ks.com (link)
.
- Para ver as outras imagens publicadas nesta série, clicaqui!

- I bibida prus músicus!

quinta-feira, 25 de março de 2010

Benson Sculpture Garden


Recebi um pps da minha amiga Ângela Tomaz Ventura, que é um daqueles que dá prazer em ver e, dependendo da sua força de comunicação, divulgar no meu blog, certo de que assim o fazendo estaria obedecendo a 4 das 5 vozes que começaram a martelar na minha cabeça, dizendo - “- Publica, cacete!” – logo assim que terminei de vê-lo.

Mas, antes de realizar tal proeza, resolvi pesquisar no Google e eis que encontrei o mesmo pps nele. Nada demais!

Nessa pesquisa, dei de cara - Glóóóória, Glória, aleluuuuia! - com o site do tal do Benson, que até então eu não sabia do quê ou de quem se tratava, mas imaginava, como maior probalidade, de que fosse mais um alguém que fazia esculturas. Pelo menas, era o que eu imaginava. Ledo engano!

Porque foi aí que, tomando conhecimento do que realmente é o Benson Sculpture Garden, resolvi seguir o conselho daquelas 4 vozes.

Vou, em rápidas dedadas, passar para vocês o que encontrei no site do tal do Benson:

Localizado na cidade de Loveland, Colorado (pra quem ainda não sabe, Colorado é o nome de um dos 50 estados dos USA, país que se localiza na América do Norte e faz divisa com o Canadá e o México, tá legal?), o Benson Sculpture Garden oferece, desde 1985, num ambiente bonito e original, a sua exposição de escultura ao ar livre. É ali que o Loveland High Plains Arts Council hospeda seu evento Sculpture in the Park a cada verão. Atualmente, existem 116 peças de escultura em exposição permanente.

Anunciado como uma das melhores exposições ao ar livre de obra de arte tridimensional nos Estados Unidos, apresenta o trabalho de mais de 200 escultores de todo o mundo.

Aqui, embaixo, algumas fotos de esculturas ora em exposição no parque. Outras obras de arte, como relevos de bronze e outras correntes de arte você pode ver tranquilamente na sua galeria de arte on line (link), onde se encontram preços, se compra e se acessa todo o site:





Ah! Quase ia me esquecendo: para ver o pps, clica aqui.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

terça-feira, 23 de março de 2010

A lógica da loira


Quinze minutos depois de levantar vôo de Porto Alegre, num vôo direto com destino a Manaus, o capitão anunciou:

“- Senhoras e senhores! Um dos nossos motores pifou! Pedimos que não se incomodem com isso, porque ainda temos três motores em perfeito funcionamento, porém, por causa disso, o nosso vôo durará uma hora a mais do que o previsto.”

Trinta minutos depois o capitão anunciou:

“- Senhoras e senhores! Mais um motor pifou! Voltamos a pedir que não se incomodem com isso, pois podemos voar perfeitamente com apenas dois motores, porém, o vôo durará umas duas horas a mais do que o previsto.”

Uma hora depois o capitão anunciou:

“- Senhoras e senhores! Mais um motor pifou! Voltamos a reiterar que não se incomodem com isso, pois podemos voar tranquilamente com apenas um motor, porém, a nossa chegada a Manaus demorará umas três horas a mais do que o previsto.”

Uma passageira loira, jovem, virou pro homem que viajava ao seu lado e disse-lhe: “- Que merda! Se perdermos mais um motor, passaremos o dia todo aqui!”

- - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Joe-ks.com (link).

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 22 de março de 2010

Imigração ilegal nos EUA


A imigração ilegal de pessoas que buscam melhorar de vida nos EUA, através da sua fronteira terrestre com o México (3.141 km, com muito deserto na parte americana), a pé, em exaustivas, perigosas e muitas vezes mortais caminhadas, tem exigido das autoridades daquele país a adoção de medidas extraordinárias, em tentativas normalmente infrutíferas que não conseguem evitar que os indesejáveis visitantes, que não foram convidados para visitar o país porra nenhuma, atinjam seus objetivos.

Depois das cercas de arame farpado, dos muros de concreto, da ronda constante de helicópteros, da onipresente guarda federal, entre outras medidas, resolveram partir para a ajuda de cães de pequeno porte, criando uma patrulha especial de fronteira, que, se por um lado, não assustam muito os invasores, por outro, ficam facilmente escondidos atrás de pequenas moitas de capim da região e fazem um esporro desgraçado quando veem estranhos, latindo sem parar. Com isso, denunciam a posição dos atravessadores, dando chance a que os guardas atuem com melhores resultados.

Na foto abaixo, vemos uma equipe desses ferozes cães em serviço, podendo-se notar as suas caras sérias e olhares perscrutadores, prontos para qualquer intervenção. E uma vez que com eles não tem papo, que se cuidem os tais imigrantes, principalmente os de lingua espanhola!


Já pelas rodovias que unem os dois países, a situação é diferente, pois os imigrantes normalmente se utilizam de veículos para tal finalidade, escondendo-se como podem no interior deles. Na foto abaixo, o flagra de uma tentativa frustrada, quando umas duas dúzias de “convidados indesejáveis” foram pegos com a boca na botija, digo, foram pegos com as pernas na estrada, ou ainda, com as pernas de fora.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Joe-ks.com (link).

- I bibida prus músicus!

sexta-feira, 19 de março de 2010

Impressionantes fotos da coroa solar




O halo de fogo do sol mostrado nas belas imagens acima representam a sua coroa, um dos componentes da sua atmosfera e uma das mais espetaculares visões dos nossos céus, em detalhes surpreendentes, só possíveis de serem vistas por meio de fotografias, tomadas quando ele passa por trás da Lua durante o seu eclipse total.

As imagens, na realidade, são fotomontagens de 38 fotos costuradas digitalmente, capturadas durante o eclipse de julho de 2009 sobre as Ilhas Marschall pela equipe do veterano caçador de eclipses Miloslav Druckmuller.

Se quiser saber detalhes sobre o fenômeno da coroa solar, clique aqui.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do Blog Dailymail.co.uk.

- I bibida prus músicus!

Baby "sitter"





Nada como a melhor proteção vinda da/o melhor amiga/o do seu neném, mas eu não consigo imaginar que se deixem sozinhos um cão e uma criança completamente indefesa, que não sabe nem falar, como essa das fotos. Reparem nas fotos: parece-me que a cabecinha da criança pode caber toda dentro da boca da cadela ou do cão! Se isso acontecer e esta/este resolver “provar”, dando uma “apertadinha”, o pescocinho da criança já era.

Você, como eu, pode gostar muito da sua/seu cadela/cão, porém, tome muito cuidado! Jamais deixe uma criança sozinha junto dela/dele ou a qualquer animal de estimação!

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Joe-ks (link).

- I bibida prus músicus!

quarta-feira, 17 de março de 2010

Privadas pelo mundo- 03/10

Mictório no Japão

Privada na Flórida

Privada em Paris

Mictório em Paris

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog do Millôr, que você acessa clicando aqui.

- Para ver as outras imagens desta série publicadas neste blog, clica aqui.

- I bibida prus músicus!

Palhaços – 8/28


Lamentar o passado é correr atrás do vento.
Provérbio de origem desconhecida

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


- Para ver as outras imagens desta série já publicadas, clique aqui.

- Na primeira postagem desta série (Link), há um breve prólogo sobre a sua publicação.

- Fonte: Imagens e pensamentos retirados de um email da minha amiga Francine Grossi.

- I bibida prus músicus!

Com jeito vai - 23

Carregar e transportar, se bem ou mal, não importa: o importante é chegar ao seu destino, coisa que, pelo visto, o nosso amigo Chiang-Chaing já encontrou. No momento da tirada dessa foto, ele foi dar uma bicuda no boteco do seu compradre. Se repararem, a moto do nosso amigo porqueiro não precisa nem daquele apoio para ficar sozinha de pé! Legal, né?

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Para ver as outras imagens desta série já publicadas, clique aqui.

- I bibida prus músicus!

Porque os cães mordem seus donos – 20


- - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Para ver as outras imagens desta série já publicadas, clique aqui.

- Fonte: De um email do meu amigo Jorge Luis Nogueira.

- I bibida prus músicus!

terça-feira, 16 de março de 2010

Amizade é outra coisa!


Amizade não é algo que o faz sair do chão e o transporta pra lugares que você nunca viu.
O nome disso é avião.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que você esconde dentro de si e não mostra para ninguém.
Isso se chama vibrador.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que o faz perder a respiração e a fala.
O nome disso é bronquite asmática.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que chega de repente e o transforma em refém.
Isso se chama sequestrador.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que voa alto no céu e deixa sua marca por onde passa.
Isso se chama pombo com diarréia.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que você pode prender ou botar pra fora de casa quando bem entender.
Isso se chama cachorro.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que lança uma luz sobre você, o leva pra ver as estrelas e o traz de volta com algo dele dentro de você.
Isso se chama alienígena.
Amizade é outra coisa!

Amizade não é uma coisa que desapareceu e que, se encontrado, poderia mudar o que está diante de você.
Isso se chama controle remoto de TV.
Amizade é outra coisa!

E amizade significa realmente o quê?

Significa um monte de coisas legais, mas, o que interessa nesta postagem, de verdade, é dar o significado para algumas coisas que não têm nada a ver com o que ela significa.

Legal, né messssmo?

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Em tecnicolor, extraído de uma mensagem que a prima da minha mulher, minha querida amiga Zilmar, nos enviou; em cor de burro quando foge (nesta cor), resultado da minha falta de assunto sobre o que escrever.

- I bibida prus músicus!

Reciclagem legal


Sabe aquelas cuecas velhas que estão tomando espaço na gaveta de suas coisas pessoais (íntimas!) e que você, feito uma mula, teima em não se desfazer delas? É! Aquelas mesmo! Aquelas que já estão com os fundilhos furados de tantos puns que você soltou sem querer por essa vida afora e que elas foram filtrando, filtrando...

Pois, entonces, aqui está uma dica legal sobre o quê fazer com elas, mesmo sabendo que isso signifique que você não deva, mas também sabendo que nada o impede que não o faça, pois você, que é um cara pra frente, desbravador, destemido, macho pra car..., digo, macho pra dedéu, lançador de moda, se quiser, acredite ou não, poderá sair por aí desfilando com esta camiseta prafrentex, ou pra costex, feita a partir de cuecas velhas, que poderá transformá-lo em atração no calçadão do Campos Elíseos, no shopping, no Mercado Popular, na rodoviária velha ou nas calçadas do Manejo. Já pensou? Que tal uma da marca Zorba?

Dá só uma olhadinha nesta que o Charles Richard está usando. E o danado ainda pegou uma com marca de grife, made in China!


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Do blog Oddee.com (link)

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 15 de março de 2010

São Paulo das enchentes


As fotos abaixo foram feitas quando ainda havia garoa em São Paulo. Muitos se lembram das cenas.

Como se pode observar, não mudou grande coisa desde então. Por isso, atualmente, reclamar pra quem, pra quê e do quê?

As mesmas perguntas valem para o caso do Rio de Janeiro e de outras cidades brasileiras que penam com os mesmos problemas.

Marginal Tiete, 1960 – Gigantesco engarrafamento de 500 metros!

Túnel do Anhangabaú, 1963

Avenida 9 de Julho, 1963

Vale do Anhangabaú, 1967

Rua Teixeira Leite, 1956

Avenida Cruzeiro do Sul 1957

Esquina da Ypiranga com a Avenida São João, 1957

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Vieram com um email que me foi enviado pelo meu sobrinho Rafael.

- I bibida prus músicus!

domingo, 14 de março de 2010

Fotos e cenas bizarras

Onde nasceu o meu pé de laranja lima

Cena típica de país superpovoado

A fonte dos desejos

Enchendo linguiça

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Essas fotos vieram num email que a minha amiga Rosani Nauar Gomes me enviou. Tem mais fotos, as quaismente publicarei antes de 2012, data do fim do mundo.

- I bibida prus músicus!

sábado, 13 de março de 2010

Papo cabeça


"Ontem, minha esposa e eu estávamos sentados na sala, falando das coisas da vida... Papo cabeça... Falamos de viver ou morrer...

Eu lhe disse: "- Nunca me deixe viver em estado vegetativo, dependendo de uma máquina e líquidos. Se você me ver nesse estado, desliga tudo que me mantém vivo..."

- Você acredita que a fdp se levantou, desligou a televisão e jogou minha cerveja fora?

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Papo que me foi enviado pela querida amiga Francine Grossi, que eu não poderia deixar de deixar (Eita, mundão!) registrado neste blog.

- I bibida prus músicus!

quinta-feira, 11 de março de 2010

Brasil atacará USA



Falta de assunto, preguiça de escrever, aversão a política, futebol, TV, e querendo, em todo caso, não deixar passar muito tempo sem postar alguma coisa no blog, vou misturar neste post economia internacional com culinária. Nesse andar modorrento da carruagem, vou batendo teclas sobre um assunto que estourou na segunda-feira desta semana e que desde então me deixou com uma certa vontade de escrever algo que fosse espalhafatoso, como o próprio (assunto), o qual (assunto, outra vez) já está dando panos pra manga e cuja manchete pode ser resumida assim:

Brasil atacará EUA com retaliação à importação de uma porrada de produtos, por causa da sacanagem que os cara de lá fizeram conosco no caso do algodão, numa atitude que foi aprovada pela OMC – Organização Mundial do Comércio, a qual (retaliação) poderá vigorar em cerca (aproximadamente) de 30 dias, deixando alguns exportadores (de lá) putos da vida
Como todo mundo já sabe, el gran gobierno brasileño publicó no início desta semana una lista de 100 productos importados de los Estados Unidos que poderão ter aumentadas as suas alíquotas do Imposto de Importação, numa retaliação à disputa entre os dois brigões por causa do contencioso do algodão.

Não quero nem saber se depois das discussões bilaterais que ocorrerão nos próximos dias – já tem um monte de gringo engravatado no Brasil para tentar diluir o tutu – o papo chegar a um buraco intransponível, seguindo-se um monte de ofensas entre o Loola e o Osama (ou é Obama?) e acabar pela deflagração de uma guerra, mas guerra mesmo, com tiros, sangue, ataques aéreos, o escambau. Todavia, se tal acontecer, poderemos contar, com toda a certeza, com a ajuda de Cuba, Venezuela, Bolívia, Equador, Irã e Coreia do Norte.

Da parte deste papagoiaba, creio que esse negócio de rataliação só poderá trazer merda presta gentil pátria amada, Brasil. Não vou, porém, entrar em pormenores e desfiar aqui um monte de baboseiras, porque envolve a análise profunda de muitas variantes nos âmbitos comerciais e políticos e não estou nem um pouco a fim de queimar o pouco de neurônios que insistem em sobreviver no meu órgão matutante para trazer ao sumo saber dos meus visitantes alguns cenários possíveis do desenrolar dessa novela, coisa que deixo pros papos de comentaristas mais famosos do que eu, como o Jorelmir Betingui, Guilharme Lamas e outros palroeiros do gênero.

Porém, ao ver a lista (link) da centena de itens que compõem o cardápio, que já provocou indigestão em várias sumidades del gobierno americano, um, logo o primeiro, absorveu toda a minha atenção e imediatamente provocou a minha indignação: o arenque congelado.

Pois não é que a sua alíquota subirá de 10% para 30%! Um estratosférico aumento de 300%! Maior do que o dos cerca de 200 ou mais porcentos ocorrido nesses dias com o açúcar nacional. Ainda bem que o fígado, as ovas e o sêmen desse peixinho da família dos clupeídeos, de dorso azul-esverdeado e ventre prateado, de hábitos migratórios, comum no canal da Mancha e nos mares setentrionais, escapuliram da lista e os mesmos estão excluídos da minha choramingança do momento.

Tão logo tomei conhecimento da sua (do arenque congelado) inclusão naquela lista, descobri que gostaria de, um dia, quem sabe, saborear esse peixinho que consta de nossas importações. Cheguei até a ficar com água na boca. Entrementes, nunca vi esse bichinho liso em qualquer banca de peixeiro nem me lembro de tê-lo visto no Mercado Municipal Paulistano, local onde você encontra de tudo que gosta de viver debaixo d’água.

Aííí, como quem não quer nada, dei uma cutucada no Google, onde vim a descobrir que o danadinho é usado no lugar da sardinha em lata e como tal nos é vendido.

Resumo desta ruminância praticamente sem foco e sem objetivo definido: Somos enganados até comprando sardinhas - Ops! – arenques em lata; e os paulistas e paulistanos terão que gastar mais reais pelo prato que eles tanto adoram: o cuscuz paulista.

Pessoalmente, prefiro sardinha na brasa, coisa que devo fazer amanhã, que é sexta-feira, que é dia de peixe.

Gostaria, porém, de algum dia provar do tal do arenque defumado.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Sardinhas na brasa i bibida prus músicus!

segunda-feira, 8 de março de 2010

Brasil supera Canadá e já é terceiro maior exportador agrícola


O Brasil ultrapassou o Canadá e se tornou o terceiro maior exportador de produtos agrícolas do mundo. Na última década, o país já havia deixado para trás Austrália e China. Hoje, apenas Estados Unidos e União Europeia vendem mais alimentos no planeta que os agricultores e pecuaristas brasileiros.

Segundo dados da Organização Mundial de Comércio (OMC) divulgados neste ano, o Brasil exportou US$ 61,4 bilhões em produtos agropecuários em 2008; os embarques do Canadá somaram US$ 54 bilhões. Em 2007, os canadenses mantinham estreita vantagem, com vendas de US$ 48,7 bilhões, montante pouco acima dos US$ 48,3 bilhões do Brasil.

O ritmo de crescimento da produção brasileira de alimentos já deixava claro que a virada estava prestes a ocorrer. Entre 2000 e 2008, as exportações agrícolas do Brasil cresceram 18,6%, em média, por ano, acima dos 6,3% do Canadá, 6% da Austrália, 8,4% dos Estados Unidos e 11,4% da União Europeia. Em 2000, o país ocupava o sexto lugar no ranking dos exportadores agrícolas.

Uma série de fatores garantiu o avanço da agricultura brasileira nos últimos anos: recursos naturais (solo, água e luz) abundantes, diversidade de produtos, um câmbio relativamente favorável até 2006 (depois a valorização do real prejudicou a rentabilidade), o aumento da demanda dos países asiáticos e o crescimento da produtividade das lavouras.

"Houve uma mudança nas vantagens comparativas em favor do Brasil, que teve um custo de produção baixo para vários produtos nesse período graças aos seus recursos naturais e ao câmbio", disse o analista sênior da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Garry Smith.

Para o sócio-diretor da MB Agro, Alexandre Mendonça de Barros, "o Brasil é hoje a única grande agricultura tropical do planeta". Ele ressalta que o aproveitamento da terra é melhor na zona tropical. Em algumas regiões do Brasil, é possível plantar milho depois de colher soja, o que significa duas safras no mesmo ano. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".
- Matéria publicada na iG – Último Segundo, que você confere aqui.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Corroborando o que disse aquele doutor no último parágrafo da reportagem, tem aquele roceiro lá da baixada da Fazenda do Limoeiro que planta, sucessivamente, sem dar trégua à terra, mandioca, feijão, quiabo e chuchu, sendo que o chuchu é plantado junto com milho e a mandioca junto com abóbora, realizando colheitas anuais de seis diferentes tipos de cultura no mesmo pedaço de chão, nos fundos da sua casa, numa área de aproximadamente 60 m² (6,00 x 10,00 m). Ainda planta salsinha, cebolinha, boldo, manjericão, hortelã e outras plantas temperamentais (que servem pra temperos, ô Mané!). Isso tudo, ao lado de uma goiabeira e de um pé de manga Bourbon. Uma vez ele me disse que se tivesse embalagens apropriadas para cada tipo de produto, exportava tudo pros EUA! Como faz falta o incentivo pros pequenos produtores...

- Pero, entrementes, meus peitu si enchi di orgüiu, meus zóio si enchi di água i meus pensamentu voam longi... Nu’a mania di grandeza maió qui u próprio sór i qui faiz inté minha barriga tremê cada veiz qui leiu u’a notícia dessa sobri u nossu país. Num sei si é dor di barriga, num sei si é pur discrença inrraizada ou pur ironia geográfica, purque a merda, u qui atrapaia tudu, cumu inté u bichêru poxoreano da isquina já dissi, é u seu poviléu. Eita, lasquêra!

- Com mais essa informação, creio que o mundo - incluindo o Iraque, a Coréia do Norte e o Congo - já deva estar convencido sobre a nossa irreversível e certa futura supremacia e se preparando para ficar de joelhos perante nós, tupiniquins tricolores, framenguistas, curinthianus, parmeirenses (Aê, Valter! Lembrei de ti!) e de todos os outros times, pois não há jeito de impedir a nossa escalada para a sua dominança. Podem começar a rezar e a ralar os pelos dos joelhos, pois, se cismarmos, construiremos uma Torre Eiffel no Pico das Agulhas Negras e colocaremos uma Estátua da Liberdade na entrada da Baia da Guanabara. Como os baianos, os paulistas e os gaúchos poderão reclamar de bairrismo deste bloguista, sugiro e autorizo desde já que se coloquem também réplicas da estátua do Padim Cíçu na entrada da Baia de Todos os Santos, do Bandeirante Borba Gato (É! É aquela mesmo! Aquela estátua horrorosa lá da Av. Santo Amaro!) na entrada da Baia de Santos e do Teixeirinha na foz do Rio Guaíba, de cara com a Lagoa dos Pato . Todas do mesmo tamanho, pra não dar motivo de futriquices no futuro.

- I bibida prus músicus!

terça-feira, 2 de março de 2010

Envelhecer


Envelhecer, cheguei à conclusão, é uma dádiva!

Atualmente, é provável que, pela primeira vez em minha vida, sinta-me como a pessoa que sempre quis ser. Não, não me refiro ao meu corpo, diante do qual às vezes me desespero, frente às rugas, aos olhos empapuçados, ao traseiro flácido.

E, com freqüência, volto ao passado, quando vislumbro aquele antigo vulto em meu espelho (Que se assemelha à minha mãe!), mas esses sentimentos já não me fazem sofrer mais: são passageiros.

Nunca trocaria os meus amigos incríveis, minha vida maravilhosa, minha família adorada, por cabelos menos grisalhos ou uma barriga menos proeminente.

Conforme envelheci, tornei-me mais amável e menos crítico comigo mesmo. Tornei-me o meu melhor amigo.

Não me recrimino por ter saboreado aquele docinho a mais, por não ter feito a minha cama, ao acordar, ou por ter comprado aquele enfeite tolo que não precisava, mas que dá um toque de modernidade ao meu jardim.

A minha idade me permite ser excêntrico, a manter tudo fora de ordem, posso ser extravagante.

Testemunhei a partida precoce deste mundo de muitos amigos queridos; e eles não puderam vivenciar plenamente a liberdade grandiosa implícita no envelhecer.

Qual é o problema, se eu decidir ler ou ficar ao computador até as quatro da manhã, e acordar somente ao meio-dia?

Serei meu próprio parceiro na dança, ao ritmo dos sucessos inesquecíveis dos anos 60 e 70, e se, ao mesmo tempo, quiser chorar por um amor perdido... Posso fazê-lo!

Caminharei pela praia com um traje de banho colado ao meu corpo obeso, e mergulharei no mar despreocupadamente, se assim desejar, apesar dos olhares críticos das pessoas mais jovens. Elas também vão envelhecer.

Sei que algumas vezes me esqueço de algumas coisas. No entanto, repito: é melhor que nos esqueçamos de alguns episódios da vida. Algumas vezes, recordo-me de coisas importantes.

Com o passar dos anos, é claro, também sofri desilusões. Como não sentir a perda de uma pessoa amada, ou manter-se indiferente diante do sofrimento de uma criança, ou até mesmo quando o bichinho de estimação de alguém é atropelado por um carro?

Na verdade, ter o coração ferido, é o que nos dá força, discernimento e compaixão. Um coração que nunca foi ferido, é duro, estéril, nunca sentirá a alegria da imperfeição.

Sou, portanto, abençoado por ter vivido tanto, o que me permitiu ver meus cabelos grisalhos e ter as marcas de minha juventude para sempre gravadas nas profundas rugas de meu rosto. Muitos nunca riram, outros morreram antes de terem seus cabelos grisalhos.

Conforme envelhecemos, é mais fácil sermos otimistas. Preocupamos-nos menos com o que pensam as outras pessoas. Não nos policiamos mais. Temos, até mesmo, o direito de estar errados.

Portanto, gosto de ser idoso. Isto me libertou. Gosto da pessoa na qual me tornei.

Não vou viver para sempre, mas enquanto ainda estiver por aqui, não desperdiçarei tempo lamentando o que poderia ter sido, nem me preocupando com o futuro. Posso agora comer todas as sobremesas que quiser, todos os dias (Se estiver com vontade, coisa que nunca falta!).

Que a amizade com os meus amigos nunca se acabe, principalmente porque é verdadeira e pura! Que eles apresentem sempre em seus rostos aqueles sorrisos que são exteriorizações das alegrias que sempre moram em seus corações. Hoje, amanhã e sempre!

Autor: Desconhecido
Texto traduzido por: Mauro Papelbaum

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email que me foi enviado pelo meu cunhado Walter, que mora lá em Salvador.

- Caso você, visitante ilustre, deseje receber essa mensagem em pps, com bastante fotos e um som muita da legal, mande-me um email ou deixe um recado nos comentários desta postagem. Terei o máximo prazer em atendê-lo!

- I bibida prus músicus!

segunda-feira, 1 de março de 2010

Porque os cães não vivem tanto quanto as pessoas


Sou veterinário e fui chamado para examinar um cão da raça Wolfhound Irlandês, chamado Belker. Os proprietários do animal, Ron, sua esposa Lisa, e seu garotinho Shane eram todos muito ligados a Belker e esperavam por um milagre.

Examinei Belker e descobri que ele estava morrendo de câncer. Disse à família que não haveria milagres no caso de Belker e me ofereci para proceder à eutanásia no velho cão, em sua casa.

Enquanto fazíamos os arranjos, Ron e Lisa me contaram que estavam pensando se não seria bom deixar que Shane, de quatro anos de idade, observasse o procedimento. Eles achavam que Shane poderia aprender algo da experiência.

No dia seguinte, senti o familiar “aperto na garganta” enquanto a família de Belker o rodeava. Shane, o menino, parecia tão calmo acariciando o velho cão pela última vez que imaginei se ele entendia o que estava se passando.

Dentro de poucos minutos, Belker foi-se, pacificamente.

O garotinho parecia aceitar a transição de Belker sem dificuldade ou confusão. Sentamo-nos juntos, logo após a morte de Belker, pensando alto sobre o triste fato das vidas dos animais serem mais curtas que as dos seres humanos.

Shane, que escutava tudo silenciosamente, disse:

"- Eu sei o porquê!"

Abismados, voltamo-nos para ele. O que saiu de sua boca, me assombrou. Eu nunca ouvira uma explicação mais reconfortante.

Ele disse:

“- As pessoas nascem para que possam aprender a ter uma vida boa, amar todo mundo todo o tempo e serem boas, certo?"

E o garoto de quatro anos concluiu:

“- Bem, cães já nascem sabendo como fazer isso, portanto, não precisam ficar aqui tanto tempo quanto os humanos."

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: Mensagem em ppt que recebi da minha amiga Rosani Gomes, na qual nada consta sobre o autor do texto.

- I bibida prus músicus!

Uma canção imortal

video
Me arrepio todo quando quando ouço esse cantor. Ele bota na berlinda muitos dos famosos que gravaram a mesma música.
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- Fonte: De um email que me foi enviado pelo meu sobrinho Rafael.
- I bibida prus músicus!