terça-feira, 16 de dezembro de 2008

A riqueza dos maiores de 50 anos

Prata nos cabelos. Ouro nos dentes. Pedras nos rins. Açúcar no sangue. Chumbo nos pés. Ferro (ferrugem…) nas articulações. E uma fonte inesgotável de gás natural…
.
- - - - - - - - - - - - - - - -
.
- Copiado do site do Fernando Stickel, o “Aqui tem coisa”, onde encontram-se coisas, coisas, coisas. Quer conferir? Clica aqui!
.
- I bibida prus músicus!

4 comentários:

Aninha Pontes disse...

Nossa, estava comentando aqui, e simplesmente desapareceu tudo.
Fechou o quadro.
Não tenho conseguido abrir o quadro de comentários.
Sei lá o que acontece.
Um abraço.
aindo rapidinho antes que feche tudo de novo.

CONCEIÇÃO DUARTE disse...

NOrival, chegeui agora so Lançamento do livro do ORlando, desta vez sobre o Palmeiras. Foi maravilhoso, masi de 400 livros foram autografados, estamos mortos, e ele cansadinho, coitadinho. Mas feliz demais!
Um sucesso!
Qto ao cinema que vc se refere kkkk e que adorei, claro que ele não existe a não ser na minha vontade, imaginação, etc... Mesmo porque se tivesse existido, algume estaria preso por atentado ao pudor... É só a imaginação do conto, do escritor querido... vc sabe disso, vai... rsrsr bjus CON

Norival R. Duarte disse...

Obrigado pela visita, Aninha.

Pelos seus comentários mais recentes no meu blog, parece que não passou de um lero-lero de pane no seu PC.

Grande abraço.

Norival R. Duarte disse...

Cara Conceição:

Claro que sei que foi pura imaginação. Alías, se não fôssemos imaginativos, sobre o que escreveríamos? Quanto muito, seriam textos curtos, como: “- Ontem fui ao cinema com o meu namorado e saímos de lá esbodegados!”. E a nossa crônica se resumiria nisso, não é verdade?

Parabéns, outra vez, ao seu marido, o graaaande Orlando Duarte, por mais essa obra, que deve ter se constituído num trabalho monumental. Tomara que o livro tenha muitas edições. Disse outra vez, porque já deixei um recadim lá no seu brog. Acho que foi ontem!

Abraços e um bom fim de semana procê e pro Eduardo.