terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Pobremas domésticos 1

Sexta-feira passada gastei R$ 69,00 para substituir a fonte do meu PC. O técnico disse que a substituída havia queimado por causa de sobre-tensão na rede elétrica.

– Sa cumé! Essas chuvona toda tardi, us raio qui cai toda hora... – Disse-me ele.

– Mais eu tenhu instabilizadô i adipois tudo passa pelos filtru! – Retruquei.

- Tudu porcaria. – Num vali bosta ninhuma! - Finalizou ele.

Amanhã devo pagar R$ 215,00 pela substituição do HD do mesmo PC. E eu havia manuseado o filho-da-puta por apenas dois dias! O técnico disse que não queimou. Hoje travamos u siguinti papu:

Ele: – Sa cumé! Esses treco são pra durar 2, até 5 anos. Aí ele chega num pontu que não reconheci mais porra nenhuma. Tem qui trocá ela i adipois tem qui recunfigurá tudu di novu. Cê tem qui trazê us programa da praca-mãe, do seu Windows XP, da praca de vídeo, da praca di capitura da TV i aquelis otros programa malucu qui ocê tem.

Eu: – I us meus arquivu di imagi qui eu arquivava tudu em meus documentu? Mais de 3 gigabaiti?

Ele, seco: - Fodeu!

De setembro do ano passado até a última sexta-feira, gastei R$ 1112,00 com o meu computador, entre hadwares novos e serviços técnicos para as substituições e instalações, reconfigurações e outros blá-blás. É verdade que fiz um baita upgrade nele, transformando-o numa máquina veloz, o que realizei de propósito, enchendo tudo de muitos megabites para que os meus dois filhos parassem de reclamar com a lerdeza antiga de que ele era portador e que transformava o prazer deles por jogos em verdadeira agonia.
.
Sa cumé! Os jogos de hoje, para funcionarem mais ou menos, precisam que, por exemplo, uma placa de vídeo tenha uma capacidade de 256 gigabites. Mandei colocar logo uma de 512 gb.

É um treco que come o nosso – pelo menos o meu - dinheiro de uma maneira tal que, a continuar assim, vou acabar como o sem-teto norte-americano da foto, a qual capturei aqui, no site do Hypescience, onde tem mais 9 sobre o mesmo tema, engraçadíssimas.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fiz esta postagem no lepitopi da minha muié, um Dell Vostro 1000. Mó moleza! Mesmo porque ele é totalmente configurado como o meu, sem tirar nem por qualquer item de software. Mandei que o técnico assim o deixasse porque a Luisa estava acostumada a futucar no meu PC... Assim, eu e ela não estranhamos quando pegamos no PC do outro. Legal, né?

- I bibida prus músicus!

7 comentários:

Aninha Pontes disse...

Só de ler seu post já me deu arrepios.
Essa porcaria, quando começa, não pára mais.
E haja saco, e pior, dinheiro né?
Ninguém merece.
Um beijo prá vc e prá Luisa.

Norival R. Duarte disse...

Tem hora, Aninha, que dá vontade de parar com o PC. Antes, quando não o tinha, também não tinha as despesas que o desgraçado acarreta.

Obrigado pela visita e um grande abraço pra você e pro Valter. Luísa também retribui o abraço que você mandou pra ela, acrescentado de um enorme beijão.

Fernando disse...

Oi, Norival,
não sei como a concessionária de eletricidade da sua Resende se comporta, mas aqui na minha serra petropolitana, minha filha já conseguiu que a Ampla, nossa concessionária, pagasse os consertos de um lap poderoso da Macintosh e agora um PC velho, mas ainda utilizável.
Sem chiar!
Apenas um pouco demorado o processo, o que a obrigou a , enquanto a coisa rolava, a comprar outro equipamento.
Mas, recolocou, a Ampla, tudo que havia queimado por força dos acontecimentos climáticos (descarga de raios, queda de tensão, oscambau)
Vale a pena correr atrás e colocar o direito do consumidor nessa briga, se for o caso. Aqui foi tudo tranquilo.
abs
fernando cals

Conceição Duarte disse...

NOrival, que engraçado vc! Um vero contador de histórias... E o cara falando desse jeito faturou em cima de tu? Filho da mãe, né?
Eles tiram o que querem da gente, pois não temos o domínio do micro lá por dentro. Bem, eu nem por fora, mas quando da tilt, daí a coisa fica feia. Pena é gastar uma grana violenta em cima disso, mas tem que investir. agora que da raiva, ah, isso dá. Mesmo pq vc compra um lap top super bom, rápido, moderno com web embutida e tudo o mais, nos EUA por uma merreca. Mas a passagem sai cara né?
Por enquanto vamos gastando por aqui mesmo.
Sorte com ele! Que seja infinito enquanto dure...
bjus, bjus querido, bom final de semana
CON

Norival R. Duarte disse...

Obrigado pela dica, Fernando!

Semana que vem correrei atrás. Depois mando notícias da minha investida nesse front.

Grande abraço.

Norival R. Duarte disse...

Deixa eu esclarecer uma coisa, Conceição: os diálogos que escrevinhei no meu post são criações da minha mente ou raciocínio maluco. Existiram, sim, mas de uma forma educada, civilizada, mas, no resumo, seria o que você leu. O cara, chamado Fausto, é muito legal, tem loja, o que a maioria desses técnicos não têm, e o considero entre os meus preferidos.

Visto por outro lado, no entanto, se não conhecemos as mumunhas desses aparelhos, que poderia ser, além do PC, a nossa televisão, o nosso aparelho de som, até mesmo o nosso liquidificador, e porque não estudamos sobre isso, temos que acreditar no que eles- os técnicos – nos dizem, nos sugerem e nos vendem, enfim, somos obrigados a aceitar tudo deles igual a carneirinhos. Não tem jeito! Ou é assim ou ficamos sem os nossos equipamentos. E concordo com você: dá uma baita de uma réiva.

Obrigado pela visita, beijos e abraços pra você e sua família e um bom fim de semana, que parece que será todinho com chuva.

Norival R. Duarte disse...

Conceição:

Considere como final do meu comentário anterior aquela frase dita pela vaca da Martaxa Suplício que, no nosso caso, se encaixa legal: “Em todo caso, só nos resta relaxar e gozar!”.

Coloque esta frase depois de "réiva.".

Mais abraços.