domingo, 5 de abril de 2009

Demolhando o bacalhau

Pesquisando na Internet, verifica-se que cada um tem quase uma solução para tirar o sal do bacalhau (demolhar).

Sou português! Viajei pela primeira vez ao Brasil em 1995 e fiquei bastante espantado quando reparei que ferviam o bacalhau para retirar o sal.

Por favor, pelo amor de Jesus, nunca façam isso! Esse método retira o sabor, a gordura e as qualidades degustativas do tão apreciado peixe.

Ah! E aproveitando, esclareçamos que bacalhau do Porto é coisa que não existe. Não consegui desvendar o porquê dessa "marca", que é usada no Brasil como símbolo de qualidade e de bom bacalhau. Esse peixe delicioso só existe em águas frias perto do pólo norte, ali para os lados da Groenlândia e da Noruega.

Bom, vamos tirar o sal do bendito bacalhau.

Cortar em postas e colocar em água fria num recipiente bem grande. Quanto mais água, melhor. Em climas quentes colocar no frigorífico (freezer), pois com temperaturas mais elevadas o bacalhau ganha cheiro e fica sem gordura.

Se utilizar um balde de lateral alta, enfiar as postas num arame (tipo varal de roupas) e colocar de maneira que as postas fiquem completamente mergulhadas na água, mas bem perto da superfície. Este método é o mais aconselhado, pois conforme o sal vai saindo, ele cai para o fundo do balde, diluído na água, pois a água salgada é mais "pesada" que a água doce. Com este sistema, basta mudar a água duas vezes. Para dois quilos de bacalhau, duas trocas de água de 10 litros são suficientes.

Se colocar o bacalhau no recipiente sem a dica anterior, tentar colocar as postas na vertical e inverter a posição até quando da mudança da água. Renovar a água a cada quatro ou seis horas até a mesma não ter mais o sabor de sal. Por norma quatro a cinco vezes é suficiente.

Caso ache difícil, é só viajar até Portugal onde há muitos restaurantes especializados na confecção de tão apreciado prato.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- Dicas copiadas do blog da Plataforma superior, que você confere aqui.

- I bibida prus músicus!

2 comentários:

Conceição Duarte disse...

Meu Deus! Vc é acrobático mesmo!
Menino, minha família tb é de portugeses. Minha avó sempre fez um delicioso bacalhau, mas ao contrário de vc, eu deixo as postas dentro da água, e troco várias vezes por dia. E deixo sim na geladeira.
Menino, só cozinho o dito cujo, quando ele está sem sal. O segredo para mim do bacalhau, é colocar muito azeite para que ele fique totalmente nadando no azeite. Ponho batatas e cebolas à vontade. Cara, não tem como ficar ruim. Saudavél e maravilhoso.
Um beijo, CON

Norival R. Duarte disse...

Papo seguinte, Conceição: eu também dessalgo o fdp do bacalhau como você, de molho na água, mas fora da geladeira para não ocupar espaço nela. Troco a agua de 6 em 6 horas durante uns dois dias.

É como você disse, mais ou menos: não tem como errar!

Grande abraço.