terça-feira, 4 de agosto de 2009

Advogados X Advogados


História real, que ganhou o primeiro lugar no Criminal Lawyers Award Contest.

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$


Um advogado de Charlotte, NC, comprou uma caixa de charutos muito raros e muito caros.

Tão raros e caros que os colocou no seguro, contra fogo, entre outras coisas.

Depois de um mês, tendo fumado todos eles e ainda sem ter terminado de pagar o seguro, o advogado entrou com um registro de sinistro contra a companhia de seguros. Nesse registro, o advogado alegou que os charutos haviam sido perdidos em uma série de pequenos "incêndios".

A companhia de seguros recusou-se a pagar, citando o motivo óbvio: que o homem havia consumido seus charutos da maneira usual.

O advogado processou a companhia...

E GANHOU!!!

Ao proferir a sentença, o juiz concordou com a companhia de seguros que a ação era frívola.

Apesar disso, o juiz alegou que o advogado "tinha posse de uma apólice da companhia, na qual ela garantia que os charutos eram seguráveis e, também, que eles estavam segurados contra fogo, sem definir o que seria fogo aceitável ou inaceitável" e que, portanto, ela estava obrigada a pagar o seguro.

Em vez de entrar no longo e custoso processo de apelação, a companhia aceitou a sentença e pagou US$ 15.000,00 ao advogado, pela perda de seus charutos raros nos incêndios.

AGORA A MELHOR PARTE:

Depois que o advogado embolsou o cheque, a companhia de seguros o denunciou, e fez com que ele fosse preso, por 24 incêndios criminosos!!!

Usando seu próprio registro de sinistro e seu testemunho do caso anterior contra ele, o advogado foi condenado por incendiar intencionalmente propriedade segurada e foi sentenciado a 24 meses de prisão, além de uma multa de US$ 24.000,00.

MORAL DA HISTÓRIA

Cuidado com o que você faz!

A outra parte também pode ter um advogado: melhor e mais esperto!

- - - - - - - - - - - - - - - - -

- Fonte: De um email que me foi enviado pela minha amiga Divina de Jesus Scarpim, que tem o blog chamado Vida Cadela, onde você entra por aqui, com textos próprios e muito interessantes. Vai lá, vai!

- I bibida prus músicus!

4 comentários:

Divina disse...

Legal!
Você até ilustrou, gostei!
Beijão!

Conceição Duarte disse...

Norival, que raça esperta hein?
Muito inteligente, embora pareça tudo muito absurdo, mas as brechas encontradas por aqui, são válidas para o Direito que tem muito de filosofia, tudo pode... Depende da interpretação e por aí vai... O cara foi esperto e saiu... queimado... Adorei e adorei mesmo foi sua visita.

Bjks amigo, CON

Norival R. Duarte disse...

Que bom que você gostou, Divina! Isso me deixa feliz!

Grande abraço... E mande outras!

Norival R. Duarte disse...

Minha querida Conceição!

Fique sabendo que visito seu blog todo dia, porém nem todo dia deixo comentário, pois se deixar todo dia um comentário, todo dia você responderá. Estranhei, entretanto, que você não deixou comentário no meu post do dia 07 pp, intitulado "Sopinha dos bons futuns", com o qual - Tenho certeza absoluta! - você iria dar umas gargalhadas muito gostosas.

Vai lá, vai! Ainda dá tempo!

Grande abraço.