quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Marido cansado... E esquecido!

Um dia, um homem, cansado de ouvir a mulher reclamar e não ser reconhecido por tudo que fazia, disse que ia na esquina comprar pão. ... E desapareceu.

Antes de sair, falou:

- Vou ali na esquina comprar pão e volto já, já.

Ficou dez anos desaparecido.

De repente, reapareceu. Bateu na porta, a esposa foi abrir, e lá estava ele. Dez anos mais velho, mas era ele.

Quieto, parado na porta, sem dizer uma palavra.

A esposa despejou sua revolta em cima dele:

- Seu isso! Seu aquilo! Então você diz que vai na esquina comprar pão e desaparece? Me abandona, abandona as crianças, fica dez anos sem dar notícias, me faz criar as crianças sozinha e ainda tem o desplante, a cara de pau, o acinte, a coragem de reaparecer desse jeito?

E continuou:

- Pois você vai me pagar. Fique sabendo que você vai ouvir poucas e boas. Essa eu não vou lhe perdoar nunca. Nunca, meeeesmo! Entre, mas prepare-se para...

Nisso, o marido deu um tapa na testa e disse:

- Putz! Esqueci a manteiga! Volto já, já!

- - - - - - - - - - - - - - -

- I bibida prus músicus!

2 comentários:

Maria disse...

Meu amigo venho desejar um Natal muito Feliz e que o Novo Ano que está prestes a começar seja pleno de alegria, saúde, paz e amor. Beijinhos
Maria

Norival R. Duarte disse...

Obrigado, Maria!

Também desejo a você e à sua família um Feliz Natal e um venturoso 2012.

Grande abraço.